Seguir por Email

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

"NÃO HÁ FESTA COMO ESTA!"











O slogan é normalmente associado a uma célebre festa de uma força política que anualmente se realiza por esta altura do ano, mas fica aqui muito bem.
De facto, no que a despesas diz respeito, vai havendo poucas festas como esta!
Voltamos a reafirmar que nada temos contra festas, festivais e touradas. Antes pelo contrário, achamos que devem ter o seu lugar de destaque na nossa vivência enquanto comunidade, mas com equilíbrio e sustentabilidade.
Somos pelas Festas que envolvam a comunidade local e que respeitem as tradições.
Somos pelos Festivais da Juventude que envolvam os jovens em actividades ligadas à música, ao desporto, à cultura, à ciência e tecnologia, às saídas profissionais e emprego e não apenas ao “abanar do capacete”, que também é importante, claro!
Somos por corridas de touros organizadas por quem sabe e de modo a que a Câmara não deite fora rios de dinheiro em cada uma.
Por isso, somos contra os gastos absurdos que estas festas envolvem.
No entanto, cabe a cada alandroalense tomar a sua posição.
Por isso, aqui deixamos mais uma vez os números públicos relativos à despesa associada a estas festas. Lembramos que esta é apenas a parte que é tornada pública no portal do Governo dedicado aos contratos públicos – ajustes directos (http://www.base.gov.pt/_layouts/ccp/ajustedirecto/search.aspx).
Aos valores aqui apresentados acresce IVA à taxa de 20%.
Resumindo, para artistas são € 123.120,00.
E só pelos toiros a Câmara vai pagar € 16.200,00.
Digam-nos se é muito ou pouco!

17 comentários:

Anónimo disse...

que grande vergonha, tanta genet com fome e tanto dinheiro gasto na época que atravessamos.

Quem lhe chamou o FESTANÇAS, acertou mesmo.

irraaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

Anónimo disse...

Fase á crise e á realidade que estamos a passar, acho estes valores um absurdo. Porque não realizar umas festas á medida das nossas capacidades financeiras. Se as obras que iniciamos ainda nao estão nem sequer no terreno, pergunto-me o porque de tanto dinheiro gasto desta forma. Não se trata nem de criticar este ou aquele, nem defender um ideal diferente, trata-se apenas de coerencia. COERENCIA, palavra bastante forte para ser utilizada de maneira tão incerta. No RUMO INCERTO de algumas gastas e falsas promessas.

Anónimo disse...

De facto, estes são os custos!!Já não é mau saber pesquisar na net e fazer contas de somar!!! Nada Mau...
Qualquer análise dessas deverá ser sempre acompanhada da relação custo/receita. A receita neste tipo de enventos e para instituições sem fins lucrativos é substituida, ou melhor medida pela palavra "Benefício", algo em que por vezes é dificil de encontrar o resultado correcto. Quanto à receita é fácil, bastará somar as receitas de bilheteira (Bilhetes: geral, jovem, idoso, ...). Exemplo: O Tony Carreira, custou ao Municipio de Reguengos 50.000,00€ só a receita deste concerto rondou os 200.000€ (Chegou para pagar todas as actividades do evento em que este artista esteve inserido!), não contabilizando o beneficio (Momentos que muitos cidadões usufruiram). Obrigado, mais uma vez! Não é assim que se faz politica!!! Joaquim Cochola

Anónimo disse...

Irra. Se há câmaras que fazem festas baratas criticam-nas por isso, se outras, como esta, fazem festas caras tb são criticadas! Realmente quem está na oposição tem sempre que dizer!

Anónimo disse...

Mas tambem existem os ganhos. È investimento.

Anónimo disse...

Digo, pouco!!! Este tipo de eventos, já se viu em Reguengos à 20 anos atrás (Grandes artistas, Touradas, ....) e nós no Alandroal só com a quebra do muro do Comunismo, pelo grande NABAIS passamos a usufruir destes.

Anónimo disse...

Queres tu dizer, a quebra do muro comunista pelo GRANDE CAVACAS!!!

Anónimo disse...

Pois é, mas aqui não há receitas, não se paga bilhete...

Anónimo disse...

E tb passámos a ser mais caloteiros.

Com a gerência do Festanças.

Anónimo disse...

O Prof. Grilo tem memoria curta a 1 ano atras não falava assim.

Anónimo disse...

Sentado, olhos fixos no tecto, as mão com dedos entrelaçados sobre a cabeça e os pés apoiados na pequena mesa. Medita-se. O corpo está cómodo, o espírito incómodo.
Como será possível que O Filho da Terra, tenha ido erradamente tão longe na gestão autárquica? Por mau aconselhamento ou por ausência dele?
Como é possível um esbanjamento inconsequente em supérfluos enquanto todos os indicadores de desenvolvimento vão caindo assustadoramente a pique.
Como é possível ter-se chegado a este estado de coisas? Carradas de incumprimentos inclusive com bancos, empréstimos para pagar empréstimos e um futuro maniatado e hipotecado.
Donde virá esta ilusão que alimenta um poder assim?
Só pode vir dos 488.500€ de duodécimos que chegam todos os meses do OE e que são distribuídos por aí. Não chegam nem para começar e por isso quanto mais pobre for o concelho maior impacto terão.

Duodécimos arrancados á força das empresas e dos trabalhadores e que leva todos os dias empresas a encerrar pondo fim ao emprego e á produção, numa bola de neve até ao limite do insuportável. Duodécimos de uso invertido que nos vão vencendo a razão mas não nos a tiram.

É por estas e por outras que perigosamente o regime vai sendo colocado em causa. A democracia já não está em consolidação, está em desfragmentação. Por este andar amanhã, ou já hoje, será o salve-se quem puder.
E, será que políticos assim se salvam?!

Carlos Alberto Faustino Gomes

Anónimo disse...

Sr. cachola, como pode dizer que assim não se faz politica, este é o maneira certa. a verdade. a verdade que estes concertos são absurdos desta forma, sem NEHUMA RECEITA DE BILHETEIRA, estava mesmo muita gente, a mesma gente estaria se paga-se 3 ou 4 euros pelo concerto do Tony, tanta coisa para fazer e gasta-se desta maneira. As vezes perco a esperança, penso que sou, que é a minha maneira de pensar é que esta mal, será ?? mas não, a minha força é maior, levanto a cabeça e digo isto um dia vai MUDAr.

Anónimo disse...

Gasta-se o ke há, o que não há e o que ainda deve vir um dia, mas claro tudo para o festança se autopromover politicamente, é desta forma que ele age e pensa, enbanja-se e tenta-se atirar areia nos olhos do povo tentando fazer crer que é o melhor, mas tudo politica baixa e irresponsavél, mas os culpados somos nós que o elegemos.
Os empresarios do concelho que tem relações comerciais com o municipio, está quase tudo a arder com os calotes, o festança esta-se a lixar para quase todos eles, não lhe paga e depois esbanja desta forma louca para fazer politica, mas a medida dele leva a que as pessoas deixem de trabalhar para o municipio, leva a fechar empresas, leva a despedimentos por parte das empresas que nao aguentam mais esta situação, ora na faze que estamos e com um politico local que age desta forma, axo que está a vista de todos que ele quer á força rebentar com todos os que trabalham no concelho, depois para minimizar a situação politica dele toma outra medida brilhante, adjudica quase todos os trabalhos a empresas fora do concelho, pois ai ganha que os do concelho nao podem dizer que a camara lhes deve, mas por outro lado é esta a solução para criar emprego e desenvolver a economia local?
É tão simples, festas mais moderadas, empregando o maximo numero de pessoas do concelho, pagando a tempo e horas como faz aos artistas que vem de fora, possivelmente, o povo agradecia, se divertia nas festas, os empresarios trabalhavam, recebiam a tempo e horas, possivelmente cresciam e criavam empregos, será que sou eu que vejo mal as coisas?
No que se aplicas as festas aplicava-se a todos os trabalhos, possivelmente hoje as empresas locais estariam bem diferentes, nao haveria tanto desemprego e o Alandroal como concelho teria ganho muito, pois fixava as pessoas as mesmas compravam casa cá, ias aos restaurantes, merciarias, lojas etc no proprio concelho e toda a economia local mexia, mas claro está, seria preciso que o festança tivesse ideias reais de desenvolver o concelho, como as não tem e eu como muito sabemos, por isso aqui estamos a fazer a MUDAnça do concelho para bem de todos.
Abram o olho enquanto é tempo, basta verem as coisas com realidade.
um abraço a todos
sacioatento!

Anónimo disse...

realmente são mesmo M(movimento)U(unido)D(dementes)A(do alandroal.
Querem mamar mais.

Anónimo disse...

Mamar o quê, a teta está seca...
Sobra alguma coisa para mamar?
Quando não se possui estaleca...
Julgamos os outros sem pensar!

POETA

Anónimo disse...

vampiros

Anónimo disse...

SE ESSE SENHOR FESTANÇAS SE MANTER NO COMANDO DAS OPERAÇÕES QUALQUER DIA PENHORA OS CASTELOS DO CONSELHO PARA PAGAR AOS ARTISTAS QUE CONTRATA.
" MAIS CEGO QUE UM CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER VER"