Seguir por Email

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

CRÓNICA DO 1º DIA DE CAMPANHA


(Fotos José Galvão)

JUROMENHA, 30 DE SETEMBRO DE 2009

A campanha pelas ruas de Juromenha fez-me lembrar outros tempos como há muito tempo não via igual... Tempos de solidariedade que regressaram para MUDAr uma forma nada democrática de governar. O porta a porta com as pessoas foi excelente e muito gratificante! Os muitos candidatos e apoiantes do MUDA contribuíram sempre, com a sua boa disposição e confiança, para um verdadeiro espírito de confraternização com todos os moradores.Obrigado pela maneira como nos receberam povo livre de Juromenha!O MUDA está com voçês... Antes e depois das eleições... Votem MUDA, vamos MUDAr a vida das populações!!!
Carlos Galhardas (Cabé)

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

MUDA, mudando.

O MUDA mudando está
Uma sociedade vencida
Pelo exemplo que dá
Tem conta, peso e medida.

O seu grito, o seu clamor
Já marcam uma diferença
Uma mensagem de amor
Num cântico de confiança.

Ao abrires a tua boca
A pensares que faz sentido
Ainda por coisa pouca
Logo serás perseguido.

Para inverter este estado
Onde soa a voz da compra
Para tu ficares calado
E fazeres parte da montra.

Apenas para figurares
Em cartazes de propaganda
Não vês, se não falares
O Concelho assim não anda.

Levanta-te agora e diz
O que tens no pensamento
Torna o Concelho feliz
Hoje, sempre, em todo o tempo.

Segue o exemplo do MUDA
E sê um Homem da frente
Não tenhas orelha surda
Sê mais um, em tanta gente.

Hélder Salgado.
28-09-2009.

O cabeça de lista do MUDA à Câmara Municipal de Alandroal, João Grilo, aceitou o convite da R C Alentejo para participar num debate com os restantes candidatos à câmara agendado para o dia 01 de Outubro, Quinta-feira, pelas 21h00, nos estúdios desta rádio em S. Pedro do Corval.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

COMENTÁRIOS EM DESTAQUE

Caro amigo João Grilo e demais companheiros do MUDA,
É com grande satisfação que recebo as noticias cada vez mais animadoras e ensejadoras de confiança na consolidação da MUDANÇA na história deste lindo Concelho de Alandroal. Quero, mesmo de longe, externar o meu apreço, a minha solidariedade e confiança neste Movimento pelas pessoas que o integram, especialmente, pelo seu representante -mor, vc, João Grilo. Quero, ainda, e uma vez mais, externar o meu espírito de colaboração, ainda de que longe, pois se aí estivesse, estaria de corpo e alma ao lado de vocês em todas as atividades pré-eleitorais e durante o período de campanha que se aproxima.
Em razão da distância e da amizade que lhes devoto, registro a minha confiança na vitória da democracia e no voto consciente dos Alandroalenses que desejam o melhor para o seu Concelho e para a sua vida. Parabéns e Força ao MUDA!
Do Brasil para o Alandroal (Portugal) os meus melhores cumprimentos.
Iliane Maria Coura
Advogada. Mestra em Direção e Gestão Pública Municipal.

MUDA APRESENTA SITE

O site do Movimento já está disponível em http://www.muda.com.pt/
A partir de agora este será o canal privilegiado para divulgação da actividade do MUDA.
Ao longo dos próximos dias serão adicionadas novas funcionalidades.
Todos os contributos e sugestões para o melhorar são bem-vindos!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

POLÍTICA DE MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS - NOVO ESCLARECIMENTO

Face à continuidade das dúvidas levantadas voltamos a clarificar a nossa política de publicação e moderação de comentários.
Voltamos a esclarecer que não se pode confundir liberdade de expressão com o direito a dizer tudo, sobre toda a gente, de todas as maneiras. A liberdade de expressão de uns termina onde começa a colidir com os direitos de outros. Se apostamos na transparência ao assinar tudo o que escrevemos, entendemos que podemos pedir aos nossos comentadores a mesma atitude.
A enorme quantidade de comentários injuriosos, difamatórios, e ofensivos - alguns disfarçados de inocentes questões ou até manifestações de apoio - que nos chegam relativos aos nossos candidatos e a candidatos de todas as forças concorrentes às Autárquicas, obriga-nos a mais uma vez clarificar a nossa política de publicação de comentários:
1. Regra geral, são privilegiados comentários de pessoas devidamente identificadas no comentário ou perante o administrador do blogue.
2. Apenas serão publicados comentários anónimos que não contenham acusações, insinuações ou outro tipo de observações susceptíveis de ser entendidas como ofensivas por pessoas visadas.
3. Será dada resposta a todas as questões colocadas por pessoas devidamente identificadas no comentário ou perante o administrador do blogue. Todas as restantes serão ignoradas.
Muito obrigado a todos e continuem a comentar!

domingo, 20 de setembro de 2009

MUDA na Comunicação Social

Dois socialistas promovem disputa acesa pela Câmara
19 de Setembro de 2009, 14:30

Alandroal, 18 Set (Lusa) - A disputa da Câmara de Alandroal vai ter um "duelo" curioso, e provavelmente renhido, entre dois socialistas, o actual presidente, João Nabais, e João Grilo, que foi vice-presidente do município até Abril deste ano.
João Grilo candidata-se por um movimento independente após ter abandonado o executivo municipal por divergências com a linha política do actual presidente.
João Nabais, que lidera o município com maioria absoluta, vai lutar por conquistar de novo a autarquia e avançar para um terceiro e último mandato, mas tem de contar no confronto com um adversário de "peso": João Grilo.

sábado, 19 de setembro de 2009


O cabeça de lista do MUDA à Câmara Municipal de Alandroal, João Grilo, aceitou o convite da Rádio Elvas para participar num debate com os restantes candidatos à câmara agendado para o dia 06 de Outubro, Terça-feira, pelas 21h30, em local ainda a definir.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

DOMINGOS LOPES ABANDONA PCP

Antigo dirigente comunista sai ao fim de 40 anos de militância.
Domingos Lopes deixa PCP com críticas.
n
O PCP ainda não condenou a invasão da Checoslováquia e elogia a Coreia do Norte e a China, lembra, no momento da saída, o ex-membro do Comité Central que militava há 40 anos
Domingos Lopes abandonou o PCP enviando à direcção uma carta de seis páginas, datada de 7 de Setembro último, em que deixa violentas críticas ideológicas e políticas mas também de actuação pessoal no partido. O gabinete de imprensa do PCP recusou fazer qualquer comentário à saída deste ex-membro do Comité Central, que militava há 40 anos.
Logo no início da carta, a que o PÚBLICO teve acesso, Domingos Lopes relata que "há oito anos" foi convidado para "ser cabeça de lista à Assembleia Municipal do Alandroal, tendo sido eleito e cumprido, sem que tenha havido o menor sinal de desentendimento entre todos os eleitos da CDU e entre estes e a direcção". Acrescenta que ninguém o contactou para as eleições autárquicas de 11 de Outubro e acusa: "Mas fizeram constar que eu tinha recusado o cargo e por isso foram obrigados a candidatar outro."
[...]
Público, 15.09.2009

MUDA na Comunicação Social

Autárquicas/Alandroal
Independentes acusam presidente (PS) de "perseguição pessoal e política" a funcionários camarários

O candidato do movimento independente à Câmara de Alandroal, João Grilo, acusou hoje o presidente socialista do município, João Nabais, de "perseguição pessoal e política" a funcionários camarários, mas o autarca remeteu para mais tarde uma reacção às criticas.
b
"São vários casos que se podem rotular como perseguição pessoal e política e que não se restringem apenas [a pessoas ligadas] ao nosso movimento, mas também a outros partidos da oposição", disse João Grilo, em declarações à agência Lusa.
O candidato, que desempenhou o cargo de vice-presidente da Câmara de Alandroal (PS) até Abril deste ano, vai concorrer ao município alentejano, liderando o Movimento Unidade e Desenvolvimento de Alandroal (MUDA).
De acordo com João Grilo, desde que o movimento iniciou a sua actividade, "algumas pessoas próximas, e simultaneamente funcionários da autarquia, começaram a sofrer pressões que se traduziram na não renovação do contrato de trabalho".
"Não podemos falar propriamente em despedimento, mas, sendo possível, não foi renovado o contrato de trabalho [dos funcionários em causa]", sustentou.
João Grilo acrescentou que, noutros casos, alguns funcionários "sofreram mudança de funções repentina para locais que não correspondem ao seu conteúdo funcional e com uma redução de categoria", o que considerou "ilegal".
"É uma estratégia de intimidação para tentar mostrar quem manda e que não vale a pena pensar em fazer um jogo democrático sério, porque o poder tenta controlar e fazer valer a sua voz por outras formas", acusou, depois de ter emitido um comunicado sobre o assunto.
Dando como exemplo o caso da sua própria mulher, que é funcionária no município, o candidato independente explicou que "foi transferida, sem o seu acordo, para uma categoria inferior e para desempenhar funções que não correspondem ao seu conteúdo funcional".
"Entendemos que o despacho que deu origem a essa transferência, que não foi comunicado directamente à funcionária mas deixado afixado em local público da autarquia, é nulo e que não tem legalidade. Vamos contestá-lo por vias judiciais", afirmou.
Segundo João Grilo, funcionários ligados a outros partidos "viram-se sujeitos a pressões do mesmo tipo, também à revelia da lei".
"Estamos a falar de funcionários, candidatos da CDU, que são delegados sindicais e que não podem ser transferidos sem o seu prévio acordo", disse.
Contactado hoje pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Alandroal, João Nabais, remeteu para mais tarde uma reacção às acusações.
Diário de Notícias on line, 15.09.2009

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

APRESENTAÇÃO EM JUROMENHA


CANDIDATOS À CÂMARA MUNICIPAL DE ALANDROAL


1- João Maria Aranha Grilo, 40 anos, Professor, natural da freguesia de Santiago Maior.
2- Maria de Fátima Fiel do Carmo Glórias Ferreira, 52 anos, Médica, natural da freguesia de Redondo.
3- Joaquim José Cuco Galhardas, 47 anos, Empresário, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
4- Joaquim Júlio Saraiva Neves, 45 anos, Professor, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
5- Marco Paulo Moreira Rocha Alfaiate, 29 anos, Gestor, natural da freguesia de Santiago Maior.
6- Maria Amélia Fernandes Gomes, 32 anos, Empregada Bancária, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição).
7- João Domingos Sozinho Piteira, 28 anos, Medidor Orçamentista, natural da freguesia de Santiago Maior.
8- António Manuel Balancé Rocha, 38 anos, Contabilista, natural da freguesia de Capelins (St. António).
9- Mariana de Fátima Rainho Ramalho, 28 anos, Arquitecta Paisagista, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
10- Letícia do Carmo Roque Agostinho, 27 anos, Técnica de Serviço Social, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição).
11- Carlos Alberto Bexiga Alfaiate, 31 anos, Empresário, natural da freguesia de Santiago Maior.
12- Roberto Carlos Gomes Basílio, 28 anos, Gestor, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho)
13- Fernanda Manuela Brites Romão, 26 anos, Técnica de Comunicação, natural da freguesia de Santiago Maior.
14- Alexandra Isabel Respeita Fernandes, 24 anos, Técnica de Turismo, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
15- Alice do Carmo Gonçalves Ramalho, 28 anos, Técnica Auxiliar Farmácia, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
16- Ana Sofia Melão Coelho, 28 anos, Psicóloga, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição).
17- Jorge Miguel Galamba Cavaca, 21 anos, Estudante, natural da freguesia de Santiago Maior.

Mandatário da Lista
José Carlos Garcia Tavares Correia, 51 anos, Gestor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição).

CANDIDATOS À ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE ALANDROAL


1- Margarida Lúcia Godinho, 65 anos, Economista, natural da freguesia de Redondo.
2- José Inácio Martins Ramalho, 35 anos, Professor, natural da freguesia de Santiago Maior.
3- Hélder João Galrito Salgado, 68 anos, Reformado, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
4- António Manuel da Silva Cavaca, 49 anos, Agricultor, natural da freguesia de Santiago Maior.
5- Nuno José Nunes Mira, 41 anos, Oficial de justiça, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
6- Manuel João Sapatinha Rodrigues, 33 anos, Técnico de Investigação Social, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.º Conceição).
7- Elso da Graça Nobre Balixa, 32 anos, Técnico de Construção Civil, natural da freguesia de Santiago Maior.
8- Maria da Conceição Silva Rocha, 50 anos, Professora, natural da freguesia de Santiago Maior.
9- Manuel João Lopes da Rosa, 52 anos, Empresário, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição)
10- Nuno Miguel Cochicho Rosa Grilo Festas, 33 anos, Arquitecto, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
11- Hugo Noel Mendes Rosado, 33 anos, Professor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição).
12- José António Rodrigues Galvão, 27 anos, Fotógrafo, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição)
13- Miguel Calisto Proença, 56 anos, Encarregado Geral, natural da freguesia de Santiago Maior.
14- Júlio Manuel Gerivásio Cristo, 44 anos, Motorista, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
15- Ana Cristina Ramalho Bia, 20 anos, Estudante, natural da freguesia de Santiago Maior.
16- Ana Cristina Mira da Silva, 26 anos, Merchandiser, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição).
17- Sérgio Manuel Antunes Mitra, 34 anos, Electromecânico, natural da freguesia de Santiago Maior.
18- Manuel Ezequiel Ramalho Mendes, 31 anos, Pedreiro, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição).
19- Orlando Ramiro Pinto da Rosa, 34 anos, Tractorista, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
20- Tânia Cristina Grilo Roques, 21 anos, Estudante, natural da freguesia de Santiago Maior.
21- Moisés de Jesus Carmona Ramalho, 34 anos, Pedreiro, natural da freguesia de Santiago Maior.
22- Manuel José Paijão Guerra, 35 anos, Pedreiro 1ª, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
23- António Maria Veva Rocha, 37 anos, Desempregado, natural da freguesia de Capelins (Sto António).
24- João Manuel Bento Fontes, 26 anos, Segurança Privada, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
25- Artur José Fialho Roma, 23 anos, Auxiliar de Veterinária, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).

Mandatário da Lista
José Carlos Garcia Tavares Correia, 51 anos, Gestor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição)

CANDIDATOS À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE SANTIAGO MAIOR







1- João António Berjano Montalto, 47 anos, Comerciante, natural da Freguesia de Santiago Maior.
2- Marisa Sofia Gomes Conchinha Alfaiate, 29 anos, Empresária, natural da Freguesia de Santiago Maior.
3- Ricardo Miguel Roque Cebola, 29 anos, Empresário, natural da Freguesia de Santiago Maior.
4- José Caeiro Bexiga, 61 anos, Reformado, natural da Freguesia de Santiago Maior.
5- Patrícia do Carmo Rodrigues Cebola Carvalho, 26 anos, Desempregada, natural da Freguesia de Santiago Maior.
6- Bruno Alexandre Salvador Pires de Almeida, 33 anos, Funcionário Público, natural da Freguesia de Santiago Maior.
7- Analídio Manuel de Deus Ramalho Valadas, 32 anos, Pedreiro, natural da Freguesia de Santiago Maior.
8- Maria Joana Valente Ramalho Bia, 45 anos, Cabeleireira, natural da Freguesia de Santiago Maior.
9- Reginaldo Balixa Alves Roque, 45 anos, Pedreiro, natural da Freguesia de Santiago Maior.
10 Miguel António Brites Rodrigues, 47 anos, Encarregado de Obras Públicas, natural da Freguesia de Santiago Maior.
11- Cidália de Jesus Honrado Ramalho, 27 anos, Contabilista, natural da Freguesia de Santiago Maior.
12- Marcelino Manuel Perquilha Rosado, 30 anos, Pedreiro, natural da Freguesia de Santiago Maior.
13- Vivaldo José Rosado Forte, 34 anos, Motorista, natural da Freguesia de Santiago Maior.
14- Sónia Maria Nina Rocha, 31 anos, Est. Estética, natural da Freguesia de Santiago Maior.
15- Roberto José Zacarias da Costa, 23 anos, Electricista, natural da Freguesia de Santiago Maior.
16- Felicidade Mendes Góis, 44 anos, Doméstica, natural da Freguesia de Santiago Maior.
17- Daniel Filipe Pereira Rainho, 22 anos, Estudante, natural da Freguesia de Santiago Maior.
18- Marcelina Brites Glórias, 58 anos, Empregada de Limpeza, natural da Freguesia de Santiago Maior.
19- Tânia Cristina dos Santos Boleto, 20 anos, Estudante, natural da Freguesia de Santiago Maior.

Mandatário da Lista
José Inácio Martins Ramalho, 35 anos, Professor, natural da freguesia de Santiago Maior.

CANDIDATOS À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE ALANDROAL (NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO)


1- Luis Manuel Rosa Fontes, 30 anos, Serralheiro, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
2- Vicência Violante Rasteiro de Almeida, 39 anos, Professora, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
3- Eduardo José Gomes Códices, 28 anos, Artista Plástico, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
4- Arlindo Silva Godinho, 54 anos, Motorista, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
5- Maria Avelina Nunes Morera Gonçalves, 47 anos, Assistente Técnico, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
6- Miguel António Guerra da Silva, 47 anos, Desempregado, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
7- Luis Filipe Lopes Rente, 38 anos, Agricultor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
8- Elsa Maria Passinhas Figueiredo Lérias, 37 anos, Comerciante, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
9- António Pereira Martins, 32 anos, Engenheiro Agrónomo, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
10- António Luis Romão Gromicho, 45 anos, Sapateiro, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
11- Ana Margarida Fialho Roma, 26 anos, Doméstica, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
12- Carlos Manuel Rosado Neves Tátá, 34 anos, Agricultor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
13- Jorge Balhico da Rosa, 30 anos, Agricultor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
14- Maria Aurora Martins Leitão, 23 anos, Dietista, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
15- José Manuel Palhoco Pardal, 36 anos, Cabouqueiro, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
16- António José Costa Figueira, 56 anos, Agricultor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
17- Carla Maria Sapatinha Rodrigues, 31 anos, Estudante, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
18- João Paulo da Silva Coelho, 43 anos, Empresário, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª Conceição).
19- Dulce de Jesus Dias Gonçalves, 22 anos, Assistente Social, natural da freguesia de Pardais.

Mandatário da Lista
José Carlos Garcia Tavares Correia, 51 anos, Gestor, natural da freguesia de Alandroal (N.ª Sr.ª da Conceição)

CANDIDATOS À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE SÃO BRÁS DOS MATOS (MINA DO BUGALHO)





1- Amável João da Rosa Pinto, 23 anos, Técnico de Higiene e Saúde no Trabalho, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
2- Lidia de Jesus Gromicho Bom da Rosa, 29 anos, Administrativa, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
3- Inácia Rosa Freire Pinto, 26 anos, Operária Fabril, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
4- Gabriel José Carvalho Berbém, 37 anos, Motorista de Pesados, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
5- Hélder Miguel Fernandes Cardoso, 23 anos, Empresário, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
6- Mariana de Jesus Pisco Figueiras Galhardas, 33 anos, Empregada Fabril, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
7- Eduardo Filipe Cristo Pinto, 26 anos, Pedreira 1ª, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
8- Liliana de Jesus Estalagem da Rosa, 18 anos, Desempregada, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
9- Leonel Jeremias Cardoso Mira, 41 anos, Vendedor, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
10- Márcio Dinis Gomes Basílio, 26 anos, Gestor de recursos Humanos, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
11- Arlindo Rosa Elias Galhardas, 37 anos, Maquinista, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
12- José Manuel Gomes Galhardas, 43 anos, Pedreiro 1ª, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
13- José Joaquim Ferreira Galhardas, 63 anos, Desempregado, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
14- Maria de Jesus da Silva Gromicho Mira, 39 anos, Cozinheira, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
15- Hélio Rodrigo Cristo Pinto, 28 anos, Servente 1ª, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
16- Brígida Joana Cuco Galhardas, 39 anos, Doméstica, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).
17- Pedro Miguel Pinto Pisco, 24 anos, Gasolineiro, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).

Mandatário da Lista
Lidia de Jesus Gromicho Bom da Rosa, 29 anos, Administrativa, natural da freguesia de S. Brás dos Matos (Mina do Bugalho).

CANDIDATOS À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE TERENA (S. PEDRO)





1- Sérgio Paulo Ramos Mira, 36 anos, Agricultor, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
2- José Inácio Fernandes Maneiras, 55 anos, Auxiliar de Turismo, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
3- Licinia da Conceição Varandas Ramalho, 31 anos, Administrativa, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
4- Maria do Céu Pateiro Faustino, 21 anos, Desempregada, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
5- Manuel António dos Ramos Ramalho, 32 anos, Economista, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
6- Leocádia Rosa Ramalho Fernandes Lica, 34 anos, Operária, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
7- Maria de Fátima Conchinha dos Santos, 41 anos, Empregada fabril, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
8- José Manuel Busca Rosado, 49 anos, Pedreiro, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
9- João Fernando de Pais Mendes, 57 anos, Asfaltador, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
10- Telma André Ribeiro Maneiras, 30 anos, Op. Supermercado, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
11- Manuel Inácio Salvador Colácio, 43 anos, Cabouqueiro, natural da freguesia de Capelins (St. António).
12- Hugo Filipe Varandas Ramalho, 28 anos, Cortador, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
13- Carlos Manuel Gomes Nunes, 28 anos, Técnico de Farmácia, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
14- Francisco Dionísio Serra Brizido Diabão, 43 anos, Pedreiro, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
15- Ana Isabel Rainho Ramalho, 24 anos, Empregada Fabril, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).
16- José Inácio Varandas Ramalho Leitão, 34 anos, Pedreiro, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).

Mandatário da Lista
Licinia da Conceição Varandas Ramalho, 31 anos, Administrativa, natural da freguesia de Terena (S. Pedro).

CANDIDATOS À ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE CAPELINS (ST. ANTÓNIO)




1- Arlindo da Conceição Leitão Dias, 33 anos, Desenhador, natural da freguesia de Capelins (St. António).
2- Francisco Grave Dias Romão, 55 anos, SCH na Reserva, natural da freguesia de Capelins (St. António).
3- José Manuel Galrito Salvador, 26 anos, Camionista, natural da freguesia de Capelins (St. António).
4- Patrícia Alexandra Valido Piteira, 21 anos, Estudante, natural da freguesia de Capelins (St. António).
5- João Cardoso Martins Rosado, 47 anos, Mecânico, natural da freguesia de Capelins (St. António).
6- Francisco Ferro dos Santos, 36 anos, Recepcionista Hotel, natural da freguesia de Capelins (St. António).
7- Lídia Maria Moreira Galrito Salvador, 21 anos, Recepcionista de Hotel, natural da freguesia de Capelins (St. António).
8- Deolinda Rosado Gato Pinto Almeida, 39 naos, Trabalhadora Rural, natural da freguesia de Capelins (St. António).
9- Mariana Rita Potra Colaço, 33 anos, Engenheira do Ambiente, natural da freguesia de Capelins (St. António).
10- José Manuel Salvador Colaço, 46 anos, Operário Construção Civil, natural da freguesia de Capelins (St. António).
11- Arlindo António Cardoso Mocho, 40 anos, Maquinista, natural da freguesia de Capelins (St. António).
12- Manuel João Nabais Besteiro, 23 anos, Trabalhador Rural, natural da freguesia de Capelins (St. António).
13- Domingos Inácio Moreira Salvador, 26 anos, Reformado, natural da freguesia de Capelins (St. António).
14- Miguel dos Santos Dragão Salvador, 30 anos, Trabalhador Rural, natural da freguesia de Capelins (St. António).
15- António Mendes Galrito Rosado, 58 anos, Reformado, natural da freguesia de Capelins (St. António).
16- Sara Cristina Coelho Neutel, 21 anos, Desempregada, natural da freguesia de Capelins (St. António).
17- Manuel António Moreira Galvoeira, 74 anos, Reformado, natural da freguesia de Capelins (St. António).

Mandatário da Lista
Patricia Alexandra Valido Piteira, 21 anos, Estudante, natural da freguesia de Capelins (St. António).

ENCERRADO CICLO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS


Depois de seis apresentações em todas as freguesias numa semana (Domingo 06/09 a Domingo 13/09), o balanço a fazer é profundamente positivo.
Ao optarmos por esta forma de apresentação em vez da tradicional apresentação única de todos os candidatos procurámos o contacto directo, a proximidade e a interacção com as populações das freguesias no seu ambiente e na sua realidade.
Fomos até junto das pessoas, apresentámos as nossas propostas, demos a cara pelo que defendemos e sujeitámo-nos à crítica directa. Falou-se dos problemas que o concelho continua a enfrentar. Ouvimos o que as pessoas tinham para nos dizer. Em todos os locais houve participação, em alguns locais as intervenções foram muito acima do esperado.
Não só não nos arrependemos desta opção como temos a certeza que ela se revelou profundamente gratificante.
Encontrámos o que de certo modo estávamos à espera: populações cansadas de não ser ouvidas, de ver as suas necessidades básicas ignoradas e cansadas de promessas eternamente adiadas. Populações que em 8 anos não viram mudanças significativas nas suas freguesias. Populações que têm extrema dificuldade em ver e sentir o desenvolvimento do concelho que tanto se apregoa aqui pelo Alandroal. Alguém dizia em Santiago Maior: “já tiveram demasiado tempo para mostrar trabalho e não o fizeram, já chega!”
Mas encontrámos também muita esperança numa mudança de rumo e muita confiança naqueles que se propõem dar corpo a essa mudança!
Nas freguesias onde há duas localidades pediram-nos para passarmos também pela outra e assim iremos, ao longo desta semana, de um modo ainda mais informal, conversar com os nossos amigos de Ferreira de Capelins, Hortinhas e Rosário.
Muito obrigado a todos pela vosso participação e pela confiança que depositam no movimento.
Nos posts seguintes apresentamos as listas de candidatos acompanhadas de uma pequena reportagem fotográfica de cada evento.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

MUDA DISPONÍVEL PARA DEBATE


A Rádio Campanário vai promover até às Eleições Autárquicas de 11 de Outubro, vários debates entre os candidatos às câmaras dos concelhos vizinhos, entre os quais o Alandroal.
Contactado pela rádio, o cabeça de lista do MUDA à Câmara Municipal de Alandroal, João Grilo, aceitou o convite para participar num debate com os restantes candidatos à câmara agendado para o dia 03 de Outubro, Sábado, pelas 17h00.
O MUDA desconhece se algum dos restantes candidatos já aceitou estar presente neste debate.
João Grilo tem vindo a manifestar toda a disponibilidade para participar em todos os debates possíveis entre candidatos onde esteja assegurada a igualdade de tratamento e a transparência.

TEXTOS PARA A MUDANÇA 4 por Ana Rita Alves

O PAÍS DAS MARAVILHAS


Um dos grandes e principais problemas da ascensão ao poder prende-se com o facto de ser difícil, parecendo por vezes até doloroso, de abandonar. A classe política deveria servir o país e não servir-se do país. Deveria combater a corrupção e não ser corruptível. Deveria combater o abuso de poder e não apoderar-se do que é público, como se o simples facto de serem governantes lhes conferisse o direito de fazê-lo.

O poder local, por ser aquele que se encontra mais próximo dos cidadãos, tem o dever e a obrigação de assumir um papel social que tem vindo ao longo do tempo a ser deturpado e mal entendido pela grande maioria das pessoas e dos eleitos, levando muitas vezes a que o facto de não querer abandonar o poder ou o de cumprir promessas passadas, leve a que o papel social do poder local se resuma a arranjar o vulgar “tacho”. As autarquias, principalmente nos concelhos mais pequenos, são muitas vezes o maior “gerador” de empregos. Mas, e à parte de tudo isto e mais importante está a criação de um conjunto de requisitos que permitam criar emprego fora da sua própria estrutura.

Só assim, os eleitos poderão ter a certeza que quando for a altura de fazer o balanço (ou seja, no ano das eleições), os seus eleitores façam um juízo de valor despreconceituoso, em consciência e sobretudo em liberdade.
Enquanto isto não acontecer as acusações sucedem-se, as desconfianças acentuam-se e a democracia fica mais pobre.
Enquanto isto não acontecer o voto não passa de um mero bilhete que se pode comprar ao eleitor a troco de bons espectáculos, de obras megalómanas que em pouco ou nada contribuem para a melhoria da nossa qualidade de vida, de um emprego que por muito que nos seja útil nos condiciona a nossa liberdade de pensar e de agir.

Querem vender-nos a ideia que vivemos num Pais das Maravilhas, que vivemos num país onde daqui a meia dúzia de anos a maior parte da população activa tem pelo menos o 9.º ano de escolaridade à custa do programa maravilhoso das Novas Oportunidades, num país onde a taxa de sucesso escolar é cada vez maior à custa de uma politica de educação onde os alunos não podem chumbar e onde os professores são avaliados positivamente consoante o número de alunos que aprovarem, num país onde o desemprego é o dobro daquele que nos apresentam porque existem mil e uma formas dos desempregados fazerem parte da estatística dos empregados. Em suma, não vivemos num país de analfabetos, vivemos num país onde se promovem os "analfabrutos", não vivemos num país onde os estudantes são de facto inteligentes e capazes, vivemos num país onde se é doutorado sem saber ler nem escrever, não vivemos num país de desempregados, vivemos num país onde a maior parte dos que não têm emprego vão tirar cursos atrás de cursos sem que essa formação seja solução para o problema, poruqe ninguém se preocupa em criar verdadeiros postos de trabalho para estas pessoas.
Enquanto isso, o coelho do Portugal das Maravilhas continua a dizer: "Vou chegar tarde, vou chegar tarde!" e quando acordarmos do sonho não vamos concerteza ser Alices porque chegámos demasiado tarde para reparar os erros que deixámos que outros cometessem.
Ana Rita Alves

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

MUDA CONVIDA


MUDA APRESENTA CANDIDATOS NAS FREGUESIAS

Num esforço de aproximação à população no sentido de melhor perceber os seus anseios e preocupações quanto ao nosso futuro comum enquanto munícipes do concelho de Alandroal e deste modo recolher contributos para o Programa Eleitoral do Movimento, o MUDA fará não uma, mas 6 apresentações de candidatos, uma em cada freguesia.
Esta é também uma forma de dar o merecido protagonismo aos candidatos às Assembleias de Freguesia, que constituem a base e a primeira linha do Poder Local democrático no que diz respeito a resposta e proximidade aos munícipes, papel que é por muitos subestimado. Serão estes a fazer a apresentação aos munícipes da sua freguesia dos candidatos do MUDA à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal.
Assim, entre 06 e 13 de Setembro estaremos por todo o concelho em eventos informais onde falaremos da mudança que defendemos para o concelho.
A entrada é sempre livre. Convidamos toda a população a participar nestas iniciativas.
Apresentamos de seguida o calendário e locais previstos:


Dia 06 de Setembro, Domingo, 11h00 – Montejuntos
(Centro Cultural e Desportivo de Montejuntos)

Dia 10 de Setembro, Quinta-feira, 18h00 – Juromenha
(Junta de Freguesia de Juromenha)

Dia 11 de Setembro, Sexta-feira, 18h30 – Terena
(Jardim Público de Terena)

Dia 12 de Setembro, Sábado, 17h00 – Mina do Bugalho
(Centro Cultural e Desportivo da Mina do Bugalho)

Dia 13, Domingo, 11h00 – Alandroal
(Salão dos Bombeiros Voluntários de Alandroal)

Dia 13, Domingo, 17h00 – Santiago Maior
(Parque de Feiras e Exposições, Aldeia da Venda)

"NÃO HÁ FESTA COMO ESTA!"











O slogan é normalmente associado a uma célebre festa de uma força política que anualmente se realiza por esta altura do ano, mas fica aqui muito bem.
De facto, no que a despesas diz respeito, vai havendo poucas festas como esta!
Voltamos a reafirmar que nada temos contra festas, festivais e touradas. Antes pelo contrário, achamos que devem ter o seu lugar de destaque na nossa vivência enquanto comunidade, mas com equilíbrio e sustentabilidade.
Somos pelas Festas que envolvam a comunidade local e que respeitem as tradições.
Somos pelos Festivais da Juventude que envolvam os jovens em actividades ligadas à música, ao desporto, à cultura, à ciência e tecnologia, às saídas profissionais e emprego e não apenas ao “abanar do capacete”, que também é importante, claro!
Somos por corridas de touros organizadas por quem sabe e de modo a que a Câmara não deite fora rios de dinheiro em cada uma.
Por isso, somos contra os gastos absurdos que estas festas envolvem.
No entanto, cabe a cada alandroalense tomar a sua posição.
Por isso, aqui deixamos mais uma vez os números públicos relativos à despesa associada a estas festas. Lembramos que esta é apenas a parte que é tornada pública no portal do Governo dedicado aos contratos públicos – ajustes directos (http://www.base.gov.pt/_layouts/ccp/ajustedirecto/search.aspx).
Aos valores aqui apresentados acresce IVA à taxa de 20%.
Resumindo, para artistas são € 123.120,00.
E só pelos toiros a Câmara vai pagar € 16.200,00.
Digam-nos se é muito ou pouco!

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

MUDA ESTÁ NA RUA!


Começaram hoje a ser montados por todo o concelho os primeiros outdoors do MUDA com os rostos que fazem os primeiros lugares da lista à Câmara Municipal. João Grilo, Fátima Ferreira, Joaquim Galhardas, Joaquim Saraiva, Marco Alfaiate e Amélia Gomes são os seis primeiros nomes de uma lista que a seu tempo será conhecida na totalidade.
Este outdoor é uma afirmação da importância de uma boa equipa para fazer um bom trabalho e ao mesmo tempo um apelo a que muitos outros se juntem a nós na formação de uma vasta equipa que vai MUDAr o Concelho, para melhor!

MUDA na Comunicação Social

Autárquicas: Há 33 movimentos independentes - quase todos de antigos membros de partidos
b
Lisboa, 30 Ago (Lusa) - A maioria dos 33 movimentos independentes a votos nas autárquicas deste ano é encabeçada por figuras que noutros sufrágios candidataram-se filiadas num partido, gerando dessa forma dois tipos de movimentos independentes a votos.

Actualmente existem sete câmaras municipais lideradas por autarcas eleitos no último sufrágio através de candidaturas independentes. Isaltino Morais (Oeiras), Fátima Felgueiras (Felgueiras) e Valentim Loureiro (Gondomar) são alguns dos nomes mais mediáticos, todos ex-autarcas por partidos políticos e recandidatos nas eleições deste ano.
No fundo, são candidatos que se apresentam como "independentes", na medida em que já não têm o suporte de uma máquina partidária, mas têm um passado político bem identificado.
Para o politólogo Carlos Jalali, existem dois tipos de movimentos independentes a sufrágio, os "verdadeiramente independentes", compostos por pessoas "sem filiação partidária no passado", e um segundo tipo, encabeçado por figuras, "umas mais mediáticas que outras", outrora ligadas a aparelhos políticos.
Alfredo Barroso, autarca de Redondo, no distrito de Évora, dirige o município desde 1983, primeiro pela CDU, mas depois, em 2005, foi reeleito pelo Movimento Independente do Concelho de Redondo (MICRE), depois do PCP lhe ter retirado confiança política.
Recandidato nas autárquicas deste ano, Alfredo Barroso sublinha que a sua candidatura surgiu "de baixo para cima", incentivado pelos habitantes locais, situação, reconhece, "que poderá não ser a mais comum" nos movimentos independentes a votos por todo o país.
O autarca refere que o seu abandono do PCP permitiu-lhe defender "apenas o mais importante para o concelho", reconhecendo que, por vezes, existiram "estratégias partidárias superiores" na sua governação enquanto eleito pelos comunistas.
De acordo com a lei eleitoral em vigor, as listas para a eleição dos órgãos das autarquias locais podem ser apresentadas por três entidades proponentes: "partidos políticos, coligações de partidos políticos constituídas para fins eleitorais e grupos de cidadãos eleitores".
Em Mourão, também no distrito de Évora, o funcionário público Manuel Rosado lidera o movimento Cidadãos Independentes pelo Concelho de Mourão (CICM), que tentará ganhar a Câmara ao socialista José Santinha Lopes.
Manuel Rosado, que nunca antes concorreu a cargos autárquicos, definiu como "fundamental" a existência de movimentos como o CICM, constituídos por pessoas "da terra, para pessoas da terra".
Já no município de Santa Cruz, na Madeira, Filipe Sousa, cabeça-de-lista do movimento "Juntos Pelo Povo", único de cariz independente a votos na região autónoma, defende que candidaturas independentes, "logo com maior liberdade do que as partidárias", constituem a "essência" do "verdadeiro" poder local.
Filipe Sousa, antigo presidente de uma junta de freguesia local, expulso do PS/M por divergências com a actual direcção, refere ainda que os autarcas do poder local "têm de esquecer os interesses partidários" e "quando tal não sucede", adverte, "quem perde são os cidadãos".
Amadora, Figueira da Foz, Alandroal, Valongo, Beja, Faro, Marinha Grande, Matosinhos, Coruche e Tomar são outros exemplos de concelhos com movimentos independentes a votos nas eleições autárquicas deste ano, a decorrer a 11 de Outubro.
PPF.
Expresso On-Line 01.09.2009