Seguir por Email

domingo, 16 de outubro de 2011

PARA REFLECTIR: 2 anos de MUDAnça!

Nos 2 anos da vitória do MUDA e do início da MUDAnça (11.10.2009)

"(...) Queriam ser reis, czares, tantas coisas,
e rodeavam-se de pequenos corvos,
palradores e reverentes, dos que repetem:
és grande, ninguém te iguala, ninguém.
Repartiam entre si os tesouros e as dádivas,
murmurando forjadas confidências,
não amando ninguém, nada respeitando (...)
Banqueteavam-se com a pequenez
de tudo quanto julgavam ser grande,
com os quadros, com o fulgor novo-rico
das vénias e dos protocolos. Vinha a morte
e mostrava-lhes como tudo é fugaz
quando, humanamente, se está de passagem,
corpo em trânsito para lado nenhum.
Acabaram sempre a chorar sobre a miséria
dos seus títulos afundados na terra lamacenta.

José Jorge Letria, "Meditação sobre os poderes"

PATRIMÓNIO EM DESTAQUE NA CMA

“Dia dos Castelos” Assinalado no Alandroal com Visita da Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos

2011-10-11 | Patrimonio
# A Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos, Organização Não Governamental fundada em 1983 que se dedica à protecção e preservação do património arquitectónico e histórico, foi recebida pela Câmara Municipal de Alandroal, no passado dia 8 de Outubro, para uma visita de trabalho que assinalou o Dia Internacional dos Castelos.

Na sessão de boas-vindas, os cerca de 40 membros da associação que se deslocaram ao Alandroal, trocaram ideias com o presidente da Autarquia, João Grilo, que aproveitou para dar a conhecer alguns dos projectos de requalificação de património arquitectónico, actualmente em execução no concelho de alandroal. Além da reunião com o presidente da Autarquia alandroalense, os membros da associação visitaram ainda os castelos de Alandroal e Terena e a Fortaleza de Juromenha.
O Alandroal é reconhecidamente um concelho com um património histórico e arquitectónico riquíssimo, mas onde existe muito trabalho ainda por fazer, de forma a tornar esse património atractivo. A requalificação do espaço público do Castelo de Alandroal, que vai arrancar muito em breve, a requalificação da Capela da Boa Nova, que está a ser preparada em conjunto com a Direcção Regional de Cultura, ou ainda a aprovação do Plano de Salvaguarda de Juromenha e do respectivo projecto para a Fortaleza, são exemplos de acções em curso com o objectivo de ordenar e requalificar o património do concelho de Alandroal.
Francisco Sousa Lobo, presidente da Associação Portuguesa dos Amigos dos Castelos, afirmou que “a associação está no terreno há muitos anos, sempre a trabalhar com o objectivo de promover a protecção preservação do património histórico do nosso país. Conhecemos o concelho de Alandroal há vários anos mas, infelizmente, notávamos um certo abandono em relação aos castelos. Felizmente que essa situação se está a alterar e que existe vontade politica de requalificar esse património e de o devolver à população e a todos aqueles que o desejem visitar”.

- Gabinete de Imprensa
Câmara Municipal de Alandroal

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

MUDA INFORMA

Pavilhão Gimnodesportivo da EBI Diogo Lopes de Sequeira Encerrado por Falta de Condições de Segurança

07.10.2011

O Conselho Geral do Agrupamento Vertical de Alandroal, reunido no dia 20 de Setembro último, decidiu, por unanimidade e com os votos a favor dos representantes da autarquia, suspender as actividades lectivas no pavilhão gimnodesportivo da EBI Diogo Lopes de Sequeira de Alandroal, por falta de condições de segurança para a prática lectiva devido ao avançado estado de degradação das instalações.
Recorde-se que a obra de reconversão desta escola, da responsabilidade da Direcção Regional de Educação do Alentejo (DREA) (90%), que lançou a obra, e da Câmara Municipal (10%) foi iniciada em 2007 com prazo de execução de 24 meses, e previa a construção de um novo pavilhão gimnodesportivo, assim como dos arranjos exteriores ainda por realizar.
Quando o actual executivo tomou posse a obra encontrava-se num impasse, como muitas outras, a câmara ainda não tinha pago os 10% que lhe correspondiam (situação entretanto regularizada) e a DREA afirmava já não dispor dos cerca de 900 mil euros necessários para a concluir.
Desde esse momento que a Autarquia tem vindo a desenvolver esforços junto da DREA, da CCDR e do próprio governo para que se encontre uma solução que permita a conclusão da obra, mostrando inclusive este executivo a disponibilidade desde o primeiro momento para assumir essa responsabilidade desde que sejam encontrados os correspondentes fundos comunitários.
Actualmente, e tendo em conta as condições de segurança do antigo pavilhão gimnodesportivo da escola de Alandroal, a Autarquia não pode ter outra posição que não seja concordar com o encerramento do pavilhão. A segurança dos alunos, professores e pessoal auxiliar tem que vir em primeiro lugar.
O Município já iniciou contactos com os novos representantes governativos no sentido de que este impasse se resolva com a maior brevidade possível.

Fonte: Gab. Imprensa CMA

sábado, 1 de outubro de 2011

MUDA INFORMA

Alentejo: Câmara de Borba lidera lista de piores pagadores

30 de Setembro de 2011

A autarquia de Borba demora, em média, 733 dias a pagar aos seus fornecedores. Apesar de ter reduzido o prazo em 36 dias face ao primeiro trimestre deste ano (769), os dados colocam o Município presidido por Ângelo de Sá (PS) como o pior pagador na região Alentejo.

Em Vila Viçosa registou-se um aumento face ao último estudo, ainda que pouco significativo. A autarquia calipolense demora 174 dias a pagar, contra os 164 verificados anteriormente.

Os concelhos de Alandroal, Borba, Estremoz, Évora e Portalegre diminuíram o prazo médio de pagamento. Registaram-se aumentos nos concelhos de Montemor-o-Novo, Vila Viçosa, Reguengos de Monsaraz e Vendas Novas.

Quanto às capitais de distrito do Alentejo, Évora lidera, seguida de Portalegre e Beja. Porto Santo (Madeira) é o pior pagador a nível nacional, com um prazo médio de 1 401 dias.

As autarquias com pagamentos inferiores a 90 dias não constam da lista.

Os dados foram hoje divulgados no site da Direcção-Geral das Autarquias Locais e apresenta a lista dos municípios com prazo médio de pagamento superior a 90 dias. O universo é de 305 municípios. Portugal tem actualmente 308 concelhos.

Distrito Évora

Borba – 733 (769)

Alandroal – 182 (216) (435 em 31/09/2009)

Montemor-o-Novo – 182 (169)

Vila Viçosa 174 (164)

Reguengos de Monsaraz 135 (108)

Vendas Novas 129 (126)

Estremoz 106 (113)

Legendas:

( ) – Dados do primeiro trimestre de 2011

Verde - Reduziram média de pagamentos

Vermelho- Aumentaram média de pagamentos


Consulte aqui os dados da Direcção Geral das Autarquias Locais (DGAL) publicados no Portal Autárquico


Fonte: Rádio Campanário