Seguir por Email

sábado, 20 de agosto de 2011

MUDA INFORMA



Bombeiros Voluntários de Alandroal já têm embarcação de resgate e salvamento

Autarquia entregou embarcação, equipamento de mergulho e cursos de preparação

A partir de hoje os Bombeiros Voluntários de Alandroal já podem contar com um barco de resgate e salvamento para operar na área do concelho, nomeadamente, no Lucefecit e em Alqueva, onde o município tem mais de 60 km2 de margem. A embarcação, disponibilizada pela Câmara Municipal de Alandroal através do Serviço de Protecção Civil, era há muito desejada pela corporação, que era uma das poucas do distrito de Évora a não dispor deste tipo de equipamento.

Trata-se de uma embarcação semi-rígida, com cerca de 5 metros e capacidade para dez pessoas, especialmente concebida para navegar em águas paradas, em serviços de salvamento, prevenção e emergências. Além do próprio barco, o pacote de equipamento entregue pela autarquia alandroalense, contempla ainda dois conjuntos completos para mergulho e um curso de formação para quatro pessoas.

A embarcação, com o valor de cerca de 40 mil euros, é financiada em 70% por fundos comunitários, através do Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal (POCTEP), no âmbito do “Projecto Estruturante para o Desenvolvimento das Terras do Grande Lago Alqueva - PEGLA”, aprovado em 2008 e liderado pela Associação Transfronteiriça dos Municípios das Terras do Grande Lago Alqueva (ATMTGLA), de que o município de Alandroal faz parte.

Por ocasião da cerimónia de entrega da embarcação, que decorreu hoje ao final da tarde no quartel dos Bombeiros Voluntários de Alandroal, o Presidente da Câmara de Alandroal, João Grilo, afirmou que “para a autarquia esta é uma forma de demonstrar o nosso apreço e reconhecimento pela acção nobre e meritória dos bombeiros voluntários, assim como pelo enorme esforço que a direcção e o corpo activo fazem para estar perto das populações, apesar das dificuldades com que se debatem neste momento particular”. “Pela nossa parte, estaremos sempre ao lado dos bombeiros para ajudar no que for possível” afirmou ainda o autarca.

Nesta linha, foi recentemente celebrado um protocolo de colaboração entre as duas entidades que vem criar mecanismos regulares de apoio e cooperação. Para além disso, o município suporta ainda 50% dos vencimentos da Equipa de Intervenção Permanente, constituída por 5 elementos.

domingo, 14 de agosto de 2011

ALANDROAL EM NOTÍCIA

Sistema do Alandroal tem 30 anos

Um milhão para requalificar rede de água

A Câmara Municipal do Alandroal vai investir, mais de um milhão de euros, na requalificação da rede de abastecimento de água e saneamento do concelho, para melhorar um sistema com 30 anos e com graves deficiências.

Em comunicado, a autarquia informou já ter aprovado três projectos de requalificação, sendo que vai contar com financiamento comunitário. A requalificação vai abranger as localidades de Aldeia de Pias, Aldeia da Venda, Casas Novas de Mares, Ferreira de Capelins e Montejuntos e a ampliação da rede de saneamento de Casas Novas de Mares. Segundo a autarquia, estes três projectos e outros, ainda em elaboração, totalizam um investimento total de 4,4 milhões de euros e deverão estar concluídos até 2013. Com estes investimentos, a Câmara quer "contribuir para a melhoria do serviço prestado à população".

Fonte. Correio da Manhã

MUDA CONVIDA!


Festas de Setembro e Semana da Juventude 2011 em Alandroal: Manter tradições e apostar na juventude sem esquecer a sustentabilidade

A partir do próximo dia 31 de Agosto, e até dia 5 de Setembro, o Alandroal volta a encher-se de luz, cor, alegria e animação, com a Semana da Juventude e as Tradicionais Festas em Honra de Nossa Senhora da Conceição.

O município tem vindo a conseguir reduzir sucessivamente os orçamentos das festividades cuja organização tem a seu cargo, fruto de uma planificação mais exigente, de um maior envolvimento dos agentes locais e do recurso a fundos comunitários, como já aconteceu com o Festival “Por Terras do Endovélico”. Sem esquecer que as festas tradicionais são também importantes momentos de promoção do concelho e de dinamização da economia local, o município não separa a procura da sustentabilidade dos eventos das preocupações com o momento que o país vive e cujas ondas de choque também se fazem sentir no Alandroal.

O presidente da autarquia alandroalense, João Grilo, refere que “tudo o que conseguirmos poupar nas festividades – sem comprometer e qualidade e a dignidade das mesmas – pode ser canalizado para questões sociais mais prementes como o apoio às famílias, às crianças e aos idosos”. “Penso que os nossos munícipes compreendem e apoiam esta política da autarquia, importante em qualquer momento mas fundamental nos tempos que agora vivemos”, afirmou ainda João Grilo.

Assim, para os dias 31 de Agosto e 1 e 2 de Setembro, dedicados em especial à juventude, a Câmara Municipal de Alandroal, em colaboração com as associações do concelho, preparou um programa especialmente dedicado aos jovens, mas que promete agradar a todos. Concertos, animação nocturna com Dj´s nacionais e locais, garraiadas e actividades desportivas, são alguns dos eventos preparados para o Festival da Juventude. A noite de sexta-feira, dia 2 de Setembro, reserva ainda uma grandiosa Corrida de Toiros, onde actuarão alguns dos melhores cavaleiros nacionais.

Já para as tradicionais festas em honra de Nossa Senhora da Conceição, a autarquia preparou um programa amplamente diversificado, em que todos vão encontrar motivos para sair à rua e participar nas festividades. O momento alto é esperado na noite de Sábado, num concerto inédito e único, que vai juntar em palco a banda “Anjos” e a fadista Mafalda Arnauth.

As tasquinhas tradicionais, os bares, bem como várias outras manifestações culturais, de onde destacamos a actuação da Banda do Centro Cultural de Alandroal acompanhada da Orquestra Ligeira da Quinta do Anjo, completam um cartaz repleto de motivos de interesse para todos os alandroalenses e para todos aqueles que visitam o concelho nesta altura. Consulte o programa detalhado em www.cm-alandroal.pt ou em www.facebook.com/cmalandroal.

Fonte: Gabinete de Imprensa da Câmara Municipal de Alandroal

ABASTECIMENTO DE ÁGUA - ESCLARECIMENTO CMA


Face a alguns problemas que têm ocorrido no abastecimento de água, sobretudo na freguesia de Santiago Maior, a Câmara Municipal de Alandroal lança o seguinte esclarecimento:

Como todos sabemos, o consumo de água por parte da população dispara nos meses de verão,chegando, em muitos casos, a triplicar em relação aos consumos de inverno.

O sistema de abastecimento que serve as populações do concelho não sofreu qualquer melhoria ou ampliação nos últimos 30 anos, enquanto o número de utilizadores e os correspondentes consumos foram sempre aumentando até hoje, pelo que o sistema se encontra ultrapassado e desajustados das necessidades actuais.

Ao mesmo tempo, as condutas existentes estão envelhecidas, não comportam o caudal necessário em determinados períodos de ponta, e são frequentes as roturas na rede de água dada a antiguidade das mesmas.

Por outro lado as reservas hídricas dos furos começam a apresentar sinais de sobre-exploração nas épocas mais exigentes, ou seja, no verão.

Ao entrar no sistema das Águas do Centro Alentejo, em 2003, o município assumiu a realização de obras na rede “em alta” (condutas adutoras), designadamente a eliminação de picagens, de modo a que estas pudessem ser recebidas por esta empresa para reconversão. Estas obras só se iniciaram de forma consistente neste mandato.

Por outro lado, no que diz respeito à rede “em baixa” (condutas de distribuição) – que continuará a ser da responsabilidade do município – e onde as necessidades de remodelação e ampliação são prementes e já eram urgentes há 10 anos, constatámos que não existia na câmara qualquer projecto de execução elaborado.

Assim, este executivo definiu de imediato como prioritária a intervenção nesta área.

No Documento de Enquadramento Estratégico, elaborado para o sector das águas no início do mandato, foi definido que será necessário um investimento total de 4,4 milhões de euros até 2013.

Neste momento estão já elaborados e submetidos a candidatura projectos no valor de 1 milhão de euros que procuram resolver os maiores problemas de abastecimento em Santiago Maior, Ferreira de Capelins e Montejuntos. O município apenas aguarda a aprovação do correspondente financiamento comunitário para arrancar com as obras.

Porem a curto prazo, e até que a realização das obras de remodelação do sistema traga os benefícios necessários, é fundamental a adopção por todos nós de procedimentos que permitam a redução e controlo dos nossos consumos de água.

O Município lança o apelo à população que adopte comportamentos ambientalmente mais sustentáveis, moderando o consumo de água nos meses de verão, eliminando gestos como as lavagens de carros ou rega de quintais. Ao reduzir o consumo, a qualidade do serviço melhora substancialmente, uma vez que o sistema não vai estar a operar em sobrecarga. Se cada um gastar menos, sobra mais para todos e com melhor qualidade.

2º ANIVERSÁRIO MUDA


Em clima de grande camaradagem, mais de centena e meia de amigos e apoiantes do MUDA estiveram presentes no almoço de celebração do 2º aniversário do movimento. Foram muitos os que devidos a férias ou afazeres profissionais não puderam estar presentes mas que fizeram chegar as suas mensagens de solidariedade e felicitações.

João Grilo fez um balanço destes dois anos de vida do movimento marcados pelo ano e meio há frente dos destinos da câmara.

Depois da sua criação e de “5 meses absolutamente inesquecíveis” o movimento viu reconhecida nas urnas a solidez da sua proposta e teve que imediatamente assumir a “responsabilidade de tomar as rédeas de um concelho à deriva”. Foi um momento que exigiu muito de todos mas soubemos dar resposta.

Temos provado todos os dias que somos um movimento com as pessoas, com as soluções e com a capacidade de elevar o concelho aos níveis de desenvolvimento que merece e que a cada dia ganha reforçada confiança dos nossos munícipes.

Os presentes manifestaram a sua total solidariedade e apoio à linha de actuação que o presidente João Grilo têm vindo a imprimir na autarquia, no cumprimento do programa eleitoral do MUDA e na defesa dos valores da justiça, da igualdade, da fraternidade e da honestidade que o movimento preconiza.

Por seu lado, João Grilo agradeceu a todos os que dão tudo no seu dia a dia pelo movimento e as generalizadas demonstrações de apoio e confiança na sua liderança uma vez que são essas demonstrações que contribuem de forma decisiva para a “força e a determinação para enfrentar todas as dificuldades” assim como para “ser mais exigente comigo próprio e com todos os que me rodeiam” porque só com “total e absoluta dedicação” se pode “estar de consciência tranquila de que estamos a fazer tudo para cumprir o que prometemos às pessoas”. João Grilo, pediu a todos um maior envolvimento na vida do movimento e do concelho, como forma de ajudar a cumprir os nossos objectivos e ultrapassar as dificuldades que todos sentimos pelo momento de crise que atravessamos.

Depois de oito anos de “vacas gordas” que afinal não eram gordas mas apenas “inchadas” (uma vez que se viveu sempre uma aparente riqueza disfarçada pelo endividamento) para fazer floreados, cabe ao MUDA a difícil tarefa de gerir uma autarquia em tempos de “vacas magras”, com grandes dívidas às costas e com as necessidades básicas da população a aumentarem todos os dias.

“Estamos cá para enfrentar com firmeza este desafio e provar que a nossa forma de estar na politica, colocando as pessoas em primeiro lugar, é aquela que este concelho precisa.

Foi dada a palavra a todos os que quiseram usar dela para manifestarem as suas opiniões, anseios e perspectivas, num clima descontraído e de grande abertura que sempre caracterizou os encontros do movimento.

O MUDA saiu deste almoço mais forte, com um inabalável sentimento de unidade e uma reforçada vontade de continuar a MUDAr o concelho para melhor, “alandroa a quem alandroer”!