Seguir por Email

sábado, 29 de junho de 2013

MUDA CONVIDA! RECOLHA DE ASSINATURAS PELO CONCELHO



RECOLHA DE ASSINATURAS PELO CONCELHO

Caros amigos,
Juntem-se a nós na recolha de assinaturas para o Movimento que vamos fazer pelo concelho nas próximas semanas.

Próximos locais:

Rosário, dia 30, Domingo, 09h00

Divulguem! Compareçam! Contamos convosco!

O QUE MUDOU COM O MUDA (3)



(3) MUDOU a despesa directa com o Presidente da Câmara.

No primeiro dia de mandato deixou de haver cartão de crédito do presidente, e motorista do presidente.
Ao longo do mandato não houve uma única viagem ao estrangeiro e o município não pagou uma única dormida em hotel ao presidente ou a qualquer membro do executivo. Deixou de haver pagamento de refeições não justificadas por motivos oficiais e o presidente utilizou o carro da autarquia apenas para deslocações em serviço.
Estas medidas pouparam ao município centenas de milhares de euros.
Valeu a pena MUDAR!
Vale a pena continuar a MUDANÇA!

quinta-feira, 27 de junho de 2013

O QUE MUDOU COM O MUDA (2)


(2) MUDOU o investimento na área social e educativa.

Quase 700 mil euros atribuídos e totalmente pagos em 2012.
Cinco vezes mais do que aquilo que foi gasto no mesmo ano em festividades e outras manifestações culturais consideradas por muitos não prioritárias, como a tauromaquia ou o apoio às comissões de festas.
Em 2009 a proporção foi exactamente inversa. Ou seja, nesse ano gastou-se cinco vezes mais em festividades e outros eventos que em acção social e educação.
Valeu a pena MUDAR!
vale a pena continuar a MUDANÇA!

quarta-feira, 26 de junho de 2013

NOTÍCIAS CMA


Num momento forte de afirmação da identidade cultural do Concelho….

Alandroal regressa à época romana com a III edição do «Festival Terras do Endovélico»

Nesta terceira edição do «Festival Terras do Endovélico», a decorrer de 5 a 7 de Julho, o Alandroal vai recuar 2000 anos no tempo e o interior do Castelo da sede do Concelho, recentemente requalificado, servirá de cenário a recriações históricas com a cor, os sons e a animação de alguns momentos marcantes da vida na “Lusitânia Romana nos Tempos do Endovélico”.

Assim logo no dia 5 de Julho pelas 22h, também no Castelo, está prevista a estreia do documentário “Por Terras do Endovélico”, do famoso realizador José Meireles, dedicado ao património arqueológico, cultural e etnográfico do concelho, projecto financiado por fundos comunitários e com o apoio da Entidade Regional de Turismo do Alentejo.

Ao longo dos três dias irá ainda decorrer, no Fórum Cultural Transfronteiriço do Alandroal, o Congresso Científico «Por Terras do Endovélico – Território e Cultura, Caminhos da Identidade» que irá juntar investigadores nacionais e internacionais e todos os interessados na temática.

Em paralelo com o Congresso e também no Fórum Cultural Transfronteiriço, é apresentada uma exposição de peças originais do espólio do Endovélico, encontradas em S. Miguel da Mota (Terena) as quais integram neste momento as colecções do Museu Nacional de Arqueologia, parceiro do Município neste Evento.

No decorrer do Congresso e com entrada aberta a todos os interessados será apresentada  a obra «O Tempo dos Deuses – A Nova Carta Arqueológica do Alandroal», (dia 6 às 12h30), e também o projecto do «Centro de Interpretação do Endovélico”, no (dia 7 às 12h00), que a Autarquia pretende construir em Terena e que constituirá o futuro Museu dedicado a esta divindade pré-romana.

Visitas guiadas à Rocha da Mina e a S. Miguel da Mota, completam um programa onde a cultura, a ciência, a gastronomia e as tradições locais se misturam com o imaginário do Endovélico, num dos momentos mais fortes da afirmação da identidade cultural do Concelho.

Destaque ainda para o concerto do fadista “Camané”, no sábado à noite, a decorrer no interior do castelo (entrada livre). Para mais informações pode consultar a página de internet do Município de Alandroal, em www.cm-alandroal.pt ou, em alternativa, utilizar os telefones 268 440 040 e 268 440 045.

 
Fonte: Gabinete de Imprensa C.M.A.

terça-feira, 25 de junho de 2013

O QUE MUDOU COM O MUDA (1)



(1) MUDOU a execução de fundos comunitários!
Em 2012 executámos quase 1 milhão e 300 mil euros de fundos comunitários em obras no concelho. Em 2011, foram 850 mil. E em 2010, 650 mil. Quase 3 milhões de euros de fundos comunitários executados em 3 anos.
Mas se recuarmos ao mandato anterior, verificamos que esses valores caem para 300 mil euros em 2009 e 600 mil euros em 2008.
Ou seja, só em 2012, em plena crise económica e com graves dificuldades financeiras, a câmara conseguiu executar 4 vezes mais fundos comunitários que em 2009, e mais do que em 2008 e 2009 juntos.
Valeu a pena MUDAR!
Vale a pena continuar a MUDANÇA!

MUDA CONVIDA! RECOLHA DE ASSINATURAS PELO CONCELHO



RECOLHA DE ASSINATURAS PELO CONCELHO

Caros amigos,
Juntem-se a nós na recolha de assinaturas para o Movimento que vamos fazer pelo concelho nas próximas semanas.

Próximos locais:

Marmelos, dia 26, Quarta-feira, 18h30
Casas Novas de Mares, dia 27, Quinta-feira, 18h30

Divulguem! Compareçam! Contamos convosco!

sábado, 22 de junho de 2013

RELATÓRIO AUDITORIA FINANCEIRA DO TRIBUNAL DE CONTAS AO MUNICÍPIO, ANO DE 2009



PELA VERDADE!
PELA TRANSPARÊNCIA!
SEM NADA PARA ESCONDER!

O Tribunal de Contas acabou de tornar público o Relatório da Auditoria Financeira ao Município de Alandroal ao ano de 2009.

http://www.tcontas.pt/pt/actos/rel_auditoria/2013/audit2013.shtm

Leiam, divulguem, façam chegar a todos a verdade sobre o que foi a anterior gestão do município e que cada um tire as suas conclusões com conhecimento de causa!

MUDA NA COMUNICAÇÃO SOCIAL - DIÁRIO DO SUL


quinta-feira, 20 de junho de 2013

MUDA CONVIDA! RECOLHA DE ASSINATURAS PELO CONCELHO


RECOLHA DE ASSINATURAS PELO CONCELHO

Caros amigos,
Juntem-se a nós na recolha de assinaturas para o Movimento que vamos fazer pelo concelho nas próximas semanas.

Próximos locais:

Montejuntos, dia 22, Sábado, 09h00 da manhã, junto ao "Hortelã da Ribeira"
Ferreira, dia 23, Domingo, 09h00 da manhã, junto ao Centro Cultural

Divulguem! Compareçam! Contamos convosco!


NOTÍCIAS CMA



Município de Alandroal Vai Criar Bolsa de Profissões

 A Câmara Municipal de Alandroal vai criar uma “Bolsa de Profissões do Concelho”, com o objectivo de aumentar a exposição dos seus profissionais ao mercado e com isso promover o desenvolvimento socioeconómico do concelho.

João Grilo, presidente da Câmara Municipal de Alandroal, explica que “esta é uma ideia que já tínhamos há algum tempo para facilitar a relação com os nossos fornecedores locais, mas vimos que podíamos ir mais longe. Temos feito um esforço para contratar o máximo de pequenos empresários do concelho para os trabalhos que o Município não consegue fazer, devido às limitações de pessoal, sobretudo o chamado “pessoal de campo”, principalmente face ao grande número de pequenas intervenções, sobretudo na área da construção civil, que era urgente fazer. Constatámos assim que existem no concelho muitas pessoas com aptidões únicas, que estão a passar momentos difíceis com falta de trabalho devido à crise que atravessamos”.

O Autarca diz ainda que “também constatámos que quem está na região ou se instala no concelho para viver ou investir tem dificuldades em encontrar os profissionais certos e alguns profissionais são mesmo difíceis de encontrar. Portanto, decidimos avançar com esta medida, que facilita o contacto entre quem contrata e presta serviços e pode ser um contributo muito significativo para a promoção dos profissionais do concelho, permitindo-lhes aumentar a sua exposição ao marcado e a sua carteira de clientes”, conclui.  

Na prática, a Câmara Municipal de Alandroal convida todos os profissionais a fazerem uma inscrição com os seus dados para fazerem parte de uma base de dados que o município se compromete a promover por todos os meios ao seu alcance. Todos os empresários entrarão nesta bolsa em igualdade de circunstâncias e exclusivamente por vontade própria.
 
Fonte: Gabinete de Imprensa C.M.A.

segunda-feira, 17 de junho de 2013


Alandroal: Aniversário do MUDA marca arranque do processo de recandidatura de João Grilo 

O Movimento Unidade e Desenvolvimento do Alandroal (MUDA), completou 4 anos de existência e assinalou a data com um almoço-convívio no passado dia 16 de junho nas Pirâmides de S. Pedro em Alandroal.

A ocasião marcou também o arranque do processo de candidatura do movimento independente às Autárquicas 2013 com a recandidatura de João Grilo ao cargo que atualmente ocupa de presidente da Câmara do Alandroal.
A Rádio Campanário esteve presente na iniciativa e no final falou com o candidato.
João Grilo mostrou-se satisfeito com o número de apoiantes presentes, dizendo ser este um excelente momento para lançar o desejo de continuar este trabalho, porque a mudança que o concelho precisa está a acontecer.
O atual presidente do município alandroalense referiu ainda que neste momento a câmara continua com uma situação de desequilíbrio financeiro, porque o problema não se resolve em quatro anos.
Relativamente à divida da autarquia, João Grilo disse que é muito difícil pagar a divida antiga, referindo que quando tomou posse, a mesma se situava nos 30 milhões de euros e agora está nos 20 milhões de euros.

Fonte: Rádio Campanário, 17.06.2013


Veja aqui a noticia completa e as fotos do evento:
http://www.radiocampanario.com/r/index.php/eleicoes-2013/1747-alandroal-aniversario-do-muda-marca-arranque-do-processo-de-recandidatura-de-joao-grilo-c-som

quinta-feira, 13 de junho de 2013

NOTÍCIAS CMA


Música Clássica em Destaque no Alandroal No Próximo dia 15  

O Fórum Cultural e Transfronteiriço de Alandroal recebe no  próximo 15 Junho, pelas 21:30 horas, um Recital de Voz e Piano com os artistas locais Lídia Serra e José Leitão, com entrada gratuita.

Um ambiente intimista e acolhedor, marcado por momentos de delicadeza e harmonia contrapostos com outros de arrojo musical e emoções fortes, é o que o público alandroalense poderá esperar deste espectáculo que promete não deixar ninguém indiferente.

De referir que, apesar de se tratar de um espectáculo com entrada gratuita, não dispensa o levantamento do bilhete no Fórum Cultural de Alandroal.

 
Fonte: Gabinete de Imprensa C.M.A.

NOTÍCIAS CMA


Município Leva Santos Populares Até à Praça da República Com o Apoio das Associações 

 
Junho é sinónimo de Santos Populares e, por isso mesmo, a Praça da República de Alandroal vai acolher os tradicionais arraiais de Santo António, São João e São Pedro numa organização conjunta entre o Município e algumas associações da sede de concelho (Alandroal United, Grupo de Forcados do Aposento de Alandroal, Tertúlia Subir ao Estribo e Centro Social Paroquial de Alandroal).
Os arraiais realizam-se em três Sábados consecutivos (15, 22 e 29 de Junho) e começam, como vem sendo hábito, com uma sardinhada aberta a toda a população com oferta das sardinhas pela câmara municipal (19h30) e prolongam-se com baile a partir das 22h30.
A animação começa com o arraial de Santo António, já no próximo dia 15, com Rui Grilo. No dia 22, numa noite dedicada a São João, será a vez do grupo “5 do Ritmo” actuar. Já a noite de 29 de Junho, dedicada a São Pedro, conta com a actuação do Duo Hélder e Raquel e vai marcar o final das festividades.
O grande objectivo desta iniciativa e manter as tradições juntando todas as pessoas da sede de concelho na comemoração conjunta dos santos populares na emblemática Praça de República. Não falte!
 
Fonte: Gabinete de Imprensa C.M.A.

terça-feira, 11 de junho de 2013

NOTÍCIAS CMA


Aprovado Estudo Prévio do Centro Interpretativo do Endovélico

Futuro Museu Ficará Localizado em Terena

 

Por proposta do presidente, o Município do Alandroal aprovou por unanimidade, na última sessão de câmara, o estudo prévio de arquitectura para o futuro “Centro Interpretativo do Endovélico”, espaço museológico dedicado a esta divindade com importante culto local no período romano.

Embora o seu núcleo principal venha a ser dedicado ao Endovélico e à herança cultural do período que representa, o museu terá espaço para todo o património cultural e etnográfico do concelho, será bastante interactivo com o recurso a novas tecnologias e muito vocacionado para visitas de crianças e jovens.

O museu ficará localizado em Terena num local com fáceis acessibilidades e extraordinário enquadramento histórico, a poucos quilómetros do monte de S. Miguel da Mota, único local onde esta divindade teve templo e culto conhecido, mas com uma influência que se estendia até Mérida, capital da Lusitânia romana.

O projecto conta com uma estreita parceria com o Museu Nacional de Arqueologia, onde alguns dos achados de S. Miguel da Mota constituem o núcleo principal da ala dedicada às “Religiões da Lusitânia”. Da parceria fazem parte a partilha do espólio e o apoio científico à instalação do novo museu no concelho do Alandroal.

Este projecto será em breve apresentado ao público no âmbito do congresso científico que a câmara municipal vai dedicar ao tema integrado no Festival Terras do Endovélico, a decorrer de 5 a 7 de Julho.

Fonte: Gabinete de Imprensa C.M.A.

domingo, 9 de junho de 2013

Discurso do Presidente Inauguração da Requalificação do Espaço Público do Castelo de Alandroal (08.06.2013)




Exmo. Sr. Presidente da Assembleia Municipal,
Exma. Sra. Directora Regional de Cultura do Alentejo,
Exmo. Sr. Sub-Director da Escola Superior de Música de Lisboa,
Srs. Vereadores, Srs. Presidentes de Junta e restantes autarcas,
Demais convidados,
Minhas senhoras e meus senhores,
Caras amigas, caros amigos,
  
No dia 20 de Maio de 2011, reunimo-nos aqui para anunciar uma intervenção de requalificação do espaço público e iluminação do castelo do Alandroal.
Prometemos e cumprimos. E hoje, dois anos depois, aqui estamos para marcar a conclusão dos trabalhos anunciados.
 Inauguramos hoje uma intervenção a todos os títulos exemplar.
No cumprimento de prazos, na execução dos fundos comunitários, no acompanhamento arqueológico e técnico dos diferentes intervenientes e na execução da empresa responsável pela obra.
Um exemplo de que é possível fazer bem, sem que as obras se arrastem no tempo e sem derrapagens financeiras que sobrecarreguem o município.
Um exemplo do que deve ser a articulação entre todos os intervenientes e em que o papel de coordenação da câmara municipal e dos seus técnicos e autarcas é fundamental.

Esta obra representa um passo importante – dos muitos que são necessários – para tornarmos o nosso património mais atractivo para quem aqui vive e para quem nos visita e, como tal, pretende ser um sério contributo para o desenvolvimento cultural e económico do Concelho.
Em territórios como o nosso, desenvolvimento cultural e económico têm que andar de mãos dadas e fazer parte da mesma estratégia e em última análise, é sempre no desenvolvimento económico que se deve centrar a nossa maior atenção porque dele tudo depende.
 Por isso quando me perguntam se num momento como o que estamos a viver – um momento de crise e dificuldades bem conhecidas de todos – é prioritário intervir no património como fizemos aqui e vamos continuar a fazer noutros projectos, eu respondo que sim.
Quando me perguntam se é prioritária a promoção da economia cultural do concelho, eu respondo que sim.
É prioritário construir museus como o Centro Interpretativo do Endóvelico cujo projecto vamos apresentar em Julho? Sim, é.
É prioritário produzir um documentário sobre o património cultural material e imaterial do concelho como o que vamos apresentar em Julho? Sim, é.
É prioritário editar um guia de roteiros e recursos turísticos do concelho como o que vamos lançar em Setembro? Sim, é.
É prioritário desenvolver uma marca turística forte que dê suporte a tudo isto na promoção do concelho como vamos apresentar muito em breve? Sim, é.
É prioritário quando ainda por cima todas e cada uma das acções que enumerei têm o suporte financeiro de fundos comunitários ou da Entidade Regional de Turismo do Alentejo? Sim, sem dúvida.

Valorização do património, museus, alojamentos, restauração, animação, imagem, promoção e articulação entre agentes locais e regionais. Enquanto faltar uma parte, falta tudo. Quando tivermos todas as partes, teremos um destino turístico. É por isso que a única opção é trabalhar em todas as frentes ao mesmo tempo e com a mesma determinação.
Mas promover turisticamente um território é, primeiro que tudo, fazer o que é necessário para que quem cá está se sinta bem, tenha meios de subsistência, tenha qualidade de vida, se identifique com o que é e com a cultura local que representa e que possa partilhar isso com quem nos visita.
Não estamos a fazer nada destinado aos turistas.
Tudo o que fazemos é destinado a quem cá vive, e é a experiência de cá viver que queremos partilhar com o visitante.
Portanto, por muitas que sejam as dificuldades, se desenvolvermos o Alandroal para as pessoas que cá vivem e que para cá querem vir viver, acabaremos por lhe dar o lugar de destaque que merece no contexto do turismo e da cultura do Alentejo e de Portugal, sem esquecer a ligação a Olivença e a Espanha.

Devolvemos hoje à população um espaço que é seu. Um espaço que se quer aberto e para continuar a ser atravessado pela “rua do castelo”. Um espaço que só vai estar fechado nas horas que convidam ao vandalismo (como infelizmente já aconteceu).
Mas deixem-me ser claro. Esta intervenção no castelo do Alandroal com a assinatura do arquitecto  Manuel Aires Mateus, que hoje inauguramos, é apenas o princípio.
Um bom princípio e uma primeira fase de um profundo processo de intervenção neste imóvel classificado como monumento nacional que consideramos fundamental que seja desenvolvido ao longo dos próximos anos para que, aí sim, possamos dizer que o castelo do Alandroal se transformou num verdadeiro coração da história e da cultura do Alandroal.
Para tal, estamos a delinear em conjunto com a Direcção Regional de Cultura do Alentejo um Plano Geral de Intervenção no Castelo, mas deixem que partilhe convosco o que já temos em mente neste momento.
Ainda neste Verão, vamos melhorar o acesso à Torre de Menagem e renovar a calçada junto à “porta dos paços” no âmbito da requalificação das instalações sanitárias públicas do Jardim das Meninas.
Também está prevista uma limpeza mais profunda, com acompanhamento arqueológico, na Praça d’ Armas.
Na única casa particular que ainda existia dentro do castelo – e que adquirimos há pouco tempo – pretendemos instalar o para já designado “Centro Interpretativo do Castelo”, onde terão lugar de destaque os achados resultantes da prospecção arqueológica realizada no âmbito desta obra.
Por seu lado, o espaço da Antiga Cadeia, no exterior da muralha, será dedicado à mostra e comercialização de artesanato de todo o concelho.
Está a ser estudada a melhor maneira de intervir no “caminho de ronda” e na consolidação de alguns troços de muralha mais ameaçados.
E tão cedo quanto a nossa condição económica o permitir, pretendemos adquirir a última parte deste castelo que ainda permanece privada para a requalificar e devolver ao espaço público e a todos vós.
Tudo isto requer tempo e dinheiro – que podemos ter mais, ou ter menos – mas requer, sobretudo, planeamento,  estratégia de actuação e determinação para a concretizar. E isso não nos falta!

Há dois anos, no lançamento da ideia desta intervenção,  Mário Laginha e os Aduf encheram com música e emoção uma noite mágica que vamos lembrar para sempre e que apresentámos como uma antecipação da atmosfera que pretendíamos imprimir a um festival de música de verão com o castelo como cenário.
Hoje, não esperamos menos da Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa, que temos a honra de ter connosco para mais um contributo para essa atmosfera que idealizámos em conjunto e que só as limitações orçamentais ainda não deixaram tornar realidade.
Permitam-me salientar que, no âmbito deste parceria entre a Câmara Municipal de Alandroal e a Escola Superior de Música de Lisboa,  estes músicos e esta orquestra actuam hoje no Alandroal sem cobrar qualquer “cachê” ou honorários. A câmara apenas teve que assegurar os meios logísticos para que possam estar aqui hoje. Por isso, antes de mais, o nosso muito obrigado.

Outras agradecimentos são devidos a pessoas e instituições que temos o prazer de ter aqui connosco no dia de hoje.
À Direcção Regional de Cultura, na pessoa da sua directora. Embora não estejamos sempre de acordo em tudo num primeiro momento – nem outra coisa seria expectável – como bons parceiros, temos sabido fazer nascer do diálogo e da saudável troca de ideias e de posições as soluções necessárias em tempo útil para que ganhe o património e ganhem as populações e espero que assim possamos continuar.
 Ao arquitecto Manuel Aires Mateus que ao tentar marcar o menos possível esta intervenção deixa a sua marca num trabalho que está a ser reconhecido por todos. Esperamos poder continuar a contar com a sua preciosa colaboração nas fases subsequentes e posso adiantar que já dirigi o convite para desenhar o futuro centro interpretativo.
À Dra. Conceição Roque que coordenou de forma exemplar, profissional e a título voluntário todos os trabalhos de arqueologia desta obra.
À Construtora Vila Franca pela aptidão, cuidado e sensibilidade que demonstrou para este tipo de obras e que temos todo o gosto em reconhecer.
Aos técnicos da autarquia que acompanharam o desenvolvimento desta obra e aos funcionários que colaboraram e estão a colaborar no dia de hoje.
E a todos vós, que são a alma deste Alandroal, espero que dentro deste castelo se sintam sempre em casa!
Muito obrigado a todos.

quinta-feira, 6 de junho de 2013

CONVITE



4º Aniversário do MUDA

Apresentação da Candidatura às Autárquicas 2013

Pirâmides de S. Pedro (Alandroal), 16 de Junho, 12h00

O MUDA, Movimento Unidade e Desenvolvimento de Alandroal, completou há poucos dias 4 anos de existência e vai assinalar a data, como vem sendo hábito, com um almoço-convívio no próximo dia 16 de Junho, Domingo, pelas 12h00, nas Pirâmides de S. Pedro em Alandroal.
Esta ocasião marcará também o arranque do processo de candidatura do movimento independente às Autárquicas 2013 com a recandidatura de João Grilo ao cargo que actualmente ocupa de presidente da Câmara do Alandroal.
Capacidade, Credibilidade e Confiança são as principais marcas que o MUDA imprimiu ao Alandroal nos 4 anos que agora completa de mandato.
Eleito em minoria, tendo herdado uma das maiores dívidas por habitante do país e num contexto de profunda crise sócio-económica, com constante perda de receitas e com as transferências do Estado a recuarem para os níveis de 2005, o executivo MUDA demonstrou capacidade para resolver graves problemas estruturais, devolveu credibilidade interna e externa à câmara enquanto instituição, melhorou a imagem do concelho e criou uma relação de confiança e proximidade com os munícipes e as instituições da sociedade civil local.
Em 4 anos, e enquanto se pagavam milhões de dívida, concluíram-se obras que se arrastavam, lançaram-se e estão a ser lançadas novas obras com prioridade para as infraestruturas básicas e projectaram-se outras, reforçaram-se respostas sociais, melhoraram-se apoios à educação, à cultura  e ao associativismo.
Conseguiu-se uma execução exemplar de fundos comunitários que permitiu o acesso a novos financiamentos.
Deram-se passos decisivos e concretos para uma estratégia de intervenção no património, valorização da cultura local e promoção turística da concelho. Apostou-se no apoio aos empresários e à cooperação, em particular no aos pequenos empresários locais.
O MUDA agradece a todos os que, sendo ou não apoiantes, colaboraram em todos os projectos e iniciativas destes 4 anos e como é sempre muito mais o que está por fazer do que aquilo que está feito, procuramos agora ser merecedores da renovação e reforço da confiança depositada em nós pelos munícipes.
No dia 16 iniciamos o processo de recolha de assinaturas, mas quem quiser já demonstrar, de diferentes formas, o seu apoio ao MUDA pode fazê-lo através do formulário on-line em www.muda.com.pt.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

APOIO AO MUDA - POSTAL ON-LINE



"Mudança está a
  acontecer connosco
"


Já está disponível em www.muda.com.pt o formulário electrónico para manifestar o seu apoio ao MUDA.
Faça parte da MUDAnça. Não fique de fora do futuro do concelho!

NOTÍCIAS CMA


Alandroal vai Inaugurar Requalificação do Interior do Castelo

Concerto da Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa Marca o Momento

No próximo dia 08 de Junho, pelas 22h00, o Município do Alandroal inaugura as obras de requalificação do Interior e Iluminação do castelo do Alandroal. Para assinalar este momento e mostrar as potencialidades do espaço agora requalificado como cenário ideal para eventos de natureza cultural foi convidada a Orquestra Sinfónica da Escola Superior de Música de Lisboa para um concerto com entrada livre e que é fruto da parceria que o Município tem vindo a desenvolver com aquela instituição de ensino superior.

Esta intervenção, que contou com financiamento comunitário a 85%, foi executada dentro dos prazos previstos e procura, de acordo o autor do projecto, o arquitecto Manuel Aires Mateus, “dignificar o espaço com um impacto mínimo, ao mesmo tempo que procura devolvê-lo às pessoas”.

O Município tem o objectivo de continuar a intervir no castelo em etapas sucessivas, estando já assumido que a próxima fase será a instalação de um espaço museológico -Centro Interpretativo do Castelo do Alandroal – no edifício existente no interior do castelo e que foi recentemente adquirido pela Autarquia para esse fim.
 
Fonte: Gabinete de Imprensa C.M.A.