Seguir por Email

domingo, 14 de agosto de 2011

ABASTECIMENTO DE ÁGUA - ESCLARECIMENTO CMA


Face a alguns problemas que têm ocorrido no abastecimento de água, sobretudo na freguesia de Santiago Maior, a Câmara Municipal de Alandroal lança o seguinte esclarecimento:

Como todos sabemos, o consumo de água por parte da população dispara nos meses de verão,chegando, em muitos casos, a triplicar em relação aos consumos de inverno.

O sistema de abastecimento que serve as populações do concelho não sofreu qualquer melhoria ou ampliação nos últimos 30 anos, enquanto o número de utilizadores e os correspondentes consumos foram sempre aumentando até hoje, pelo que o sistema se encontra ultrapassado e desajustados das necessidades actuais.

Ao mesmo tempo, as condutas existentes estão envelhecidas, não comportam o caudal necessário em determinados períodos de ponta, e são frequentes as roturas na rede de água dada a antiguidade das mesmas.

Por outro lado as reservas hídricas dos furos começam a apresentar sinais de sobre-exploração nas épocas mais exigentes, ou seja, no verão.

Ao entrar no sistema das Águas do Centro Alentejo, em 2003, o município assumiu a realização de obras na rede “em alta” (condutas adutoras), designadamente a eliminação de picagens, de modo a que estas pudessem ser recebidas por esta empresa para reconversão. Estas obras só se iniciaram de forma consistente neste mandato.

Por outro lado, no que diz respeito à rede “em baixa” (condutas de distribuição) – que continuará a ser da responsabilidade do município – e onde as necessidades de remodelação e ampliação são prementes e já eram urgentes há 10 anos, constatámos que não existia na câmara qualquer projecto de execução elaborado.

Assim, este executivo definiu de imediato como prioritária a intervenção nesta área.

No Documento de Enquadramento Estratégico, elaborado para o sector das águas no início do mandato, foi definido que será necessário um investimento total de 4,4 milhões de euros até 2013.

Neste momento estão já elaborados e submetidos a candidatura projectos no valor de 1 milhão de euros que procuram resolver os maiores problemas de abastecimento em Santiago Maior, Ferreira de Capelins e Montejuntos. O município apenas aguarda a aprovação do correspondente financiamento comunitário para arrancar com as obras.

Porem a curto prazo, e até que a realização das obras de remodelação do sistema traga os benefícios necessários, é fundamental a adopção por todos nós de procedimentos que permitam a redução e controlo dos nossos consumos de água.

O Município lança o apelo à população que adopte comportamentos ambientalmente mais sustentáveis, moderando o consumo de água nos meses de verão, eliminando gestos como as lavagens de carros ou rega de quintais. Ao reduzir o consumo, a qualidade do serviço melhora substancialmente, uma vez que o sistema não vai estar a operar em sobrecarga. Se cada um gastar menos, sobra mais para todos e com melhor qualidade.

Sem comentários: