Seguir por Email

terça-feira, 14 de julho de 2009



Queridos amigos,

Apesar de não ter nascido neste concelho a minha “alma” está aqui. Sou médica de família e foi neste concelho que iniciei a minha carreira. Fui nomeada Directora do Centro de Saúde em 1985 e assim iniciei aqui o meu caminho, aprendendo e crescendo com esta população.
E se aprendi alguma coisa com todos vós, foi certamente o RESPEITO, a IGUALDADE e a DIGNIDADE de poder pertencer a um concelho que está preparado para não ter medo de desafios. E que, espero, aceite o desafio de mudança que o MUDA vos propõe.
Porque é que eu escolhi o “MUDA”?
É simples a minha escolha, o meu envolvimento e o meu empenho! Apesar de tudo o que tem acontecido, continuo a acreditar que este concelho pode “mudar para melhor”. E quando digo melhor digo-o a todos os níveis: Emprego, Empresas, Infra-estruturas, acessibilidades...Enfim, todo um conceito de harmonia em que sobressaia a beleza de um concelho em que vivem pessoas que merecem sentir-se bem socialmente. Com acesso fácil à saúde e apoio na doença. E principalmente com uma consciência “psíquica” que nunca ficarão sozinhos, para que a Solidão (e agora penso nos idosos, uma grande preocupação minha) que a velhice possa trazer seja de alguma forma aliviada pelo conforto de mãos amigas que apoiem nos momentos mais difíceis.
E é assim que há medida que vou escrevendo o meu pensamento segue os caminhos que mais gosto de percorrer: a Saúde e o Social.
Ao integrar esta equipa, são estas as áreas que me responsabilizo por melhor defender. O concelho muito lutou para as conseguir. Nunca as poderá perder e o trabalho pode e deve ser bastante aprofundado.

Fátima Ferreira

(Excerto da intervenção no 2º Encontro do MUDA, 28.06.2009)

10 comentários:

Anónimo disse...

E cá vem a voz do silêncio mais uma vez, espero que desta vez não venham aqui comentar que a Dr. escreveu e comentou em forma anónima.

Dr. Fátima, tem todo o meu apoio, todinhooooooooooooooooooooo.

È uma pessoa sobejamente conhecida, de boa índole, sabe o que quer, atenciosa, simpáctica, cativante, e com coraçao e sentimentos.

É de pessoas assim que o nosso Conselho necessita, de pessoas que respeitem e escutem o povo.

Que pelo menos uma vêz por mês tenham um atendimento público e digo uma vez por mês, porque já me habituei a raramente ter atendimento neste Município, pelo Pºte da CMA.

Forçaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Deixem falar quem fala, é o medo de perder que faz com que a oposição ande com os nervos em franja.

Nunca mais chega o mês de Outubro, xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, que seca de espera.

Acreditem, vocês até teem mais gente do vosso lado do que pensam, só que há um pormenor nojento

( REPRESÁLIA )

ODEIO ESTA FRASE.

A voz do silêncio vai, mas, volta sempre, todos os dias venho fazer a minha vistinha habitual, daí acontecer colocar logo o meu comentário fresquinho.

Mas, eu sou a voz do silêncio e não o ou os autores do blogue.

Entendido?????

Anónimo disse...

Quero felicitar o Prof Grio, a Drª Fátima e restante equipa pela ousadia que tiveram em enfrentar esse prepotente que está à frente da câmara.
Porque sairam, o Sr Cavacas, o Sr João Coelho, a Profª Maria de Jesus, o Prof Grilo e o Sr Joaquim Galhardas?
Nenhum tem capacidades para desempenhar o cargo?

Se esse senhor não consegue trabalhar com ninguém não pode estar num cargo desses. Ou se demite ou o povo o "demite"

Com gente competente ele não se dá, mas com gente sem escrúpulos dá-se ele muito bem, como por exemplo esse tal construtor cívil que tem um passado negro em Santiago Maior ou esse empresário da restauração que em tempos levou armas para Africa em frigorificos

Porque será que ele com gente dessa tem um excelente relacionamento?

Ass: Ventos de Mudança

Anónimo disse...

xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, és cá dos meus, ou das minhas.

Obrigado pela ousadia com que falaste, assim é que é.

E a graça de tudo isto, é que é tudo verdade.

Eu conheço bem esse sacaio empreiteiro, xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

vai lá vai caté a barracabana.........

Bem hajas Ventos de Mudança, oxalá que esses ventos levem daqui a escumalha toda, brrrrrrrrrrrrrrrrrr.

Voz do slêncio falou.

Luazul disse...

Eu também não sou de cá, escolhi o Alandroal para viver e trabalhar, por isso, não estou cá por o acaso do nascimento mas sim por opção!

Muitas vezes recolhida e absorta no meu trabalho, nem me dava conta do que por cá se passava, portanto ao ler alguns dos comentários que por aqui se escrevem, fico estupefacta!

Dei-me conta sim, por ser absolutamente visível a qualquer um, a falta de desenvolvimento do Alandroal, que satirizando a questão, me faz lembrar uma anedota em que o moral da mesma é "aqui não há nada".

Mas temos pessoas, muitas mesmo, que tal como a Dra. Fátima, estão de braços abertos a uma MUDAnça radical de costumes e vícios mal instalados que terão de ser cortados tal como a videira quando está velha deve ser cortada para poder dar fruto.

Bem-haja a todos os altruístas, que se prontificam desde este movimento a dar de si por uma vida melhor no Alandroal; uma vida com o desenvolvimento adequado aos tempos que decorrem,seja ela para os de cá, os que vieram como nós ou aqueles que ainda estarão para vir, seja ela para os idosos, os jovens ou aqueles que ainda estão para nascer.

É obrigação da sociedade civil, ou seja NOSSA, intervir positivamente para uma vida de qualidade para todos.

Conte com todo o meu apoio!

Anónimo disse...

a luazul é a senhora proprietaria da quinta dias em sonho, acho muito bem que o nabais tenha cancelado as dormidas, pois não conhece nada disto, e deixa-se levar por pessoas vingativas, sem olhar a meios para atingir os fins.

Anónimo disse...

E A VOZ DO SILÊNCIO ATÉ SENTE NECESSIDADE DE AGRADECER A SUA SINCERIDADE E TRANSPARÊNCIA COM QUE ESCREVE AQUI NESTE BLOGUE NÃO SENDO DESTE CONCELHO, MAS DEMONSTRANDO AQUILO QUE HÁ MUITO TEMOS VONTADE QUE ACONTEÇA E NÃO ACONTÉCE___MUDAnça.

GRATA PELO APOIO AO MUDA, PORQUE A VOZ DO SILÊNCIO TB MUDA.
BEM HAJA.

Anónimo disse...

Resolvi comentar este discurso por nele se fazer referência a três palavras muito importantes a uma sã convivência democrática... RESPEITO, IGUALDADE E DIGNIDADE. Pois, espero que nas campanhas eleitorais que se aproximam, essas três palavras não fiquem só pelos papéis das forças políticas que vão disputar as eleições. Para mim, e penso que para a maioria das pessoas, a disputa eleitoral deve pautar-se pelo respeito, igaldade e dignidade para com os adversários políticos, e não inimigos como alguns vos querem fazer crer. Principalmente nas autarquias, onde todos nos conhecemos, e convivemos o mais harmoniosamente possível para o progresso e bem estar de toda a população, é imperativo que as diferenças ideológicas se esbatam desde o momento em que sejam conhecidos os resultados eleitorais. Porque a vida continua e temos que contar uns com os outros. Fazer oposição sim, mas responsável.
Como podem ver o respeito, igualdade e dignidade não estão contidos num só discurso, mas sim abrangem todos os sectores da sociedade como a educação, a cultura e tantos outros. A Drª Fátima falou num deles, a saúde, e falou muito sábiamente.
Já agora, deixem-me puxar a brasa à minha sardinha, porque sou apoiante do MUDA, a Drª Fátima daquilo que me é dado a conhecer é uma pessoa muito humana, e uma pessoa humanista respeita com dignidade a igualdade.

Cumprimentos,

Carlos Galhardas

Anónimo disse...

Cara voz do silêncio nós do movimento MUDA queremos ser diferentes, se os seus comentários não subirem de nível e educação, agradeciamos que apoiasse os nossos adversários políticos pois são essas as armas que costumam utilizar......Tenha bom senso e MUDE, o MUDA agradece..........

Anónimo disse...

Atendendo ao pedido e acreditando que se trata do Movimento MUDA, que fez este comentário, eu me retiro com todo o devido respeito e apresento as minhas desculpas.

Pensando bem, estava caíndo no ridículo, respondendo ás insinuações que me confrontaram aqui.

Vou sair, por respeito ao Movimento que não quero prejudicar de modo algum.

Não li o vosso comentário sentindo qualquer ofensa.

Apenas reflecti no erro que estava a cometer, mas, nunca é tarde para MUDAr.

As minhas desculpas, vou sair de circulação.

Contem com o meu voto, força, e mais uma vez provaram que são pessoas idóneas, de bom carácter e sérias.

Bem hajam e obrigado pelo apelo que aceitei com humildade.

A voz do silêncio vai para sempre, não vai zangado/a, mas vai ainda mais convencido/a que o MUDA, é de extrema seriedade.

FUI..............................

Anónimo disse...

Ao comentador das 0:04 do dia 17,para quem pede elevação nos comentários do(A)comentador(a)"Voz do silêncio"deixa-me que te diga que os teus tambem andam a precisar de uma elevaçãozinha:Se os seus comentários não subirem de nivel e educação,agaradecia-mos que apoiasse os nossos adversários politicos pois são essas as armas que costumam utilizar...Isso quer dizer exactamente o quê?Quais são os adversários a que se refere??
Certamente está-se a esquecer ou a englobar alguns adversários que ainda nem sequer começaram a campanha e que certamente que quando a começarem não a farão em blogs nem com lavagens de roupa suja como se tem visto até aqui...Não sei se me fiz entender.
Como diz e muito bem há que ter cuidado quando comentamos