Seguir por Email

sábado, 27 de junho de 2009

LEGISLATIVAS A 27 DE SETEMBRO

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, acaba de anunciar que as eleições legislativas vão realizar-se a 27 de Setembro. À excepção do PSD, todos os partidos se mostram agradados com a decisão.
Numa declaração no Palácio de Belém, o chefe de Estado anunciou que as eleições legislativas vão decorrer a 27 de Setembro.
De acordo com a lei, o Presidente da República poderia marcar o acto eleitoral para uma data entre 14 de Setembro e 14 de Outubro, e a decisão caiu sobre o último domingo de Setembro.
Cavaco Silva disse ter ouvido os partidos, e que cinco se manifestaram «categoricamente contra» eleições legislativas e autárquicas em simultâneo, e que «só um partido» defendia essa solução.
«A opinião dos partidos deve ser especialmente considerada pela Presidente da República», declarou.
Dirigindo-se ao país, Cavaco Silva fez um «apelo ao voto» e manifestou o desejo de que a campanha decorra com «serenidade e elevação» e «que sejam discutidos os problemas reais que preocupam os cidadãos».
O PS já saudou a decisão do Presidente da República de marcar as eleições legislativas para 27 de Setembro, considerando que foi «uma decisão acertada» e que valoriza o «interesse nacional». «Com eleições em dias separados conseguimos ter um espaço de debate para as eleições legislativas e um espaço de debate para as autárquicas», defendeu o porta-voz do PS, João Tiago Silveira, em declarações aos jornalistas. Para o porta-voz do PS, «a qualidade da democracia merece que haja um espaço de debate também para as eleições autárquicas».
O CDS/PP manifestou satisfação com a data escolhida pelo Presidente da República para as Eleições Legislativas no dia 27 de Setembro. O porta-voz do partido, Pedro Mota Soares, disse que o Presidente da República «demonstrou uma enorme isenção e independência» ao escolher uma das datas que o CDS também havia proposto. «Esta data serve melhor porque permite que o próximo governo possa apresentar o seu Orçamento de Estado em tempo útil», afirmou.
O Bloco de Esquerda (BE) considerou «acertada» a decisão do Presidente da República, Cavaco Silva, de marcar as Eleições Legislativas a 27 de Setembro. «A posição assumida pelo Presidente da República de marcar as legislativas para uma data diferente das autárquicas corresponde à posição assumida pela maioria dos partidos, incluindo o Bloco de Esquerda», afirmou a deputada Helena Pinto. As eleições legislativas e autárquicas pressupõem «dois debates diferentes» e o Bloco de Esquerda está «preparado para estes dois actos eleitorais», assegurou ainda a deputada.
O Governo anunciou na sexta-feira que decidiu marcar a data das próximas eleições autárquicas para o dia 11 de Outubro, justificando a escolha dizendo que aquela data «foi referida nas preferências de todos os partidos políticos que, nos termos da lei, foram previamente ouvidos sobre esta matéria».

SOL com Lusa

Sem comentários: