Seguir por Email

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

O BEIJA-MÃO


“…O beija-mão – um dos ritos favoritos de D. João – era um acontecimento frequente. A cerimónia destinava-se a estabelecer uma ligação entre o monarca e os seus súbditos e estava, pelo menos em teoria, aberta a todos. Os que eram admitidos na sala do trono faziam fila para tocar a pessoa do rei e, entre uma série de genuflexões e reverências cuidadosamente coreografadas, beijavam a mão estendida do príncipe regente, enquanto pediam o favor real...”
“…Fora destas cerimónias programadas, D. João recebia pedidos directamente quando andava pelas ruas, sendo a sua carruagem abordada por vassalos que ajoelhavam diante dela pedindo indultos ou ajuda em aflições financeiras.”

WILCKEN, P. (2006). IMPÉRIO À DERIVA – A Corte Portuguesa no Rio de Janeiro 1808-1821. Porto: Livraria Civilização Editora. p. 120

7 comentários:

Anónimo disse...

Então e os comentários dos do costume?Ou esses ignorantes não sabem o que é o beija mão?Atenção que vocês no muda tb beijaram muita "pata" agora não se admirem do que aì vier.
Ass.Alandroalense

Anónimo disse...

Foi assim, em boa parte, que vocês conseguiram as assinaturas suficientes. Almoço, em que algumas pessoas nem sabiam ao que iam, recolha de assinaturas de porta em porta, etc, etc.

Anónimo disse...

O rei recebia seus súditos no ritual conhecido como “beija-mão”, momento em que as portas do palácio eram abertas à população para prestar homenagens à família real, fazer pedidos e reclamações. Neste palácio ele despachava com seus ministros e recebia governantes de outros países.

Fonte electrónica:
www.jbrj.gov.br/institu

Homenagear um político que se digna ouvir os pedidos e reclamações do seu povo é um sinal que a democracia funciona. Assim existissem muitos!

Carlos Galhardas

Obs- Escrevi um comentário sobre o ritual beija-mão no dia em que foi postado no blogue, não receberam?

Anónimo disse...

Estás ai a mandar BITÁQUES, secalhar a tua assinatura também lá está, mas como já há algum tempo não há barulho, vens por este meio tentar arranjá-lo!!!
Já agora, será que também foi preciso "almoço"???
Que vergonha...
Já não sabem por onde poderão pegar, já tentam tudo e mais alguma coisa...
Primeiro as assinaturas!!!
Depois as listas!!!
Nada se iria conseguir, mas agora que está tudo certinho e direitinho, até dói!!!
E já agora, se doer... cóça!!!!
Viva a liberdade!!!
Viva o voto!!!
Viva quem vota na MUDAnça!!!

ASS: BA!!!

Anónimo disse...

Eles inventam isto, aquilo o outro…. Quanto eles andam nervosos, muito nervosos! Eles andam a dar e a vender a crédito bilhetes para o almoço para tentarem dar uma imagem de grandeza. Mas a diferença é que muitos e muitos dos que vão não são livres. São forçados pelas relações económicas ou laborais directas ou de familiares. Isto reduz todos os números á maior das pequenez.

Carlos Gomes

Anónimo disse...

Pois é amigo Carlos Gomes!!!
Dou-te toda a razão, eles são assim mesmo, mas, acredito que quem participa nesse almoço pressionádo por causa própria ou pela familia nunca se irá esquécer que nas urnas o voto é secréto e aí é que vai estar a caneláda!!!
As pessoas quando metem a cruz já vão têr que levar muito bem pensádo como vão querer ficár por mais 4 anos, e acho que não é dificil decidir o que fazer!!! Eu já decidi!!!!

Viva a liberdade de escolha!!!
Viva a MUDAnça!!!

ASS: BA!!!

Anónimo disse...

Pois é eu sou cá dos tais, fui, comi, paguei, mas nao voto Nabais.