Seguir por Email

terça-feira, 29 de março de 2011


Alandroal: Cordão Humano contra as alterações ao transporte de doentes não urgentes no próximo Sábado


A população do concelho de Alandroal vai organizar um Cordão Humano, no próximo sábado dia 2 de Abril, pelas 11:00 horas, entre a Praça da República e o Centro de Saúde de Alandroal, para manifestar o seu descontentamento em relação às alterações introduzidas no transporte de doentes não urgentes.

Esta foi a principal decisão que saiu da reunião extraordinária da Assembleia Municipal de Alandroal, que decorreu no Fórum Cultural de Alandroal no passado dia 25 de Março, e que teve como objectivo reunir as entidades com responsabilidade na saúde para discutir a questão das alterações ao transporte de doentes não urgentes, recentemente introduzidas pelo Ministério da Saúde.

A reunião contou com a presença dos deputados da Assembleia da República eleitos pelo círculo de Évora, João Oliveira (PCP) e Luis Capoulas (PSD), representante do Governo Civil de Évora, Renata Marques e ainda do Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, João Grilo. Também os representantes dos Bombeiros Voluntários de Alandroal, dos taxistas e das IPSS’s do concelho fizeram questão de estar presentes para debater a situação. De notar as ausências dos representantes da Saúde, sendo que nem a Administração Regional de Saúde do Alentejo, o Centro de Saúde de Alandroal ou o Agrupamento dos Centros de Saúde do Alentejo Central I se fizeram representar. A bancada do Partido Socialista (PS) esteve representada apenas por um deputado e também os dois vereadores da câmara municipal eleitos por este partido não compareceram.

Às entidades presentes juntou-se cerca de uma centena de munícipes do concelho de Alandroal, que responderam ao convite para participar na sessão, expuseram os seus casos pessoais de negação do acesso à saúde, provocadas por esta alteração nos transportes, e lamentaram ainda que os responsáveis pela saúde no concelho não tenham comparecido na reunião para ouvi-los. Ao longo de mais de três horas as entidades presentes e os deputados municipais debateram a questão e expressaram os seus pontos de vista sobre as alterações aos transportes de doentes não urgentes. No final da reunião ficou claro que muitos munícipes do concelho de Alandroal estão a deixar de comparecer às consultas e aos tratamentos que lhes são prescritos por falta de transporte.

A realização de um Cordão Humano foi a forma de luta encontrada por todos os presentes para demonstrar o descontentamento em relação a esta questão. A Câmara Municipal de Alandroal lança o apelo a toda a população para que no próximo Sábado, dia 2 de Abril, saia de casa e participe nesta iniciativa. Todos juntos poderemos fazer a diferença. De referir ainda que vão estar disponíveis transportes para o Alandroal, nos locais habituais, a partir das 10:00 da manhã.


O MUDA apela a todos os seus apoiantes para participarem nesta manifestação em defesa do nosso direito à saúde!

Sem comentários: