Seguir por Email

segunda-feira, 11 de julho de 2011

AINDA O ENDIVIDAMENTO

Embora já ninguém tenha dúvidas sobre o pesadíssimo endividamento que se acumulou na Câmara Municipal de Alandroal durante os 8 anos da gestão Nabais, o próprio continua ainda a fazê-lo, pondo em causa a isenção e idoneidade dos técnicos municipais em relação ao endividamento expresso na prestação de contas, assim como são desvalorizados os resultados da auditoria externa realizada pela Deloitte por ter sido "encomendada" pela câmara.
Pois bem, o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2009, da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, publicado em Maio passado, vem mais uma vez confirmar este triste cenário ao apresentar os munícipes do Alandroal como os 11º mais endividados entre os 308 municípios do país.


Será possível continuar a negar está evidência? Ou vai agora dizer-se que o MUDA também controla os Técnicos Oficiais de Contas?

4 comentários:

Ana Paula Fitas disse...

Carissimo,
É de facto muito importante conhecer e dar a conhecer a realidade... porque "contra factos, não há argumentos" e a demagogia populista não serve senão interesses pessoais e corporativos, em tudo alheios ao interesse público.
Cabe-me, por isso, lamentando a realidade a que condenaram a acção autárquica, fazer votos convictos de que as pessoas, naturais, residentes e amigos do concelho, a par do exaustivo trabalho executivo da actual CMA, irão reconhecer a justeza dos argumentos e apoiarão os esforços da sua recuperação.
Com elevada estima, admiração e amizade,
Ana Paula Fitas

Anónimo disse...

Então mas o concelho do Alandroal tem 11mil e tal habitantes, para que os 2644 por habitante resultem nos tais 30 milhões de divida??
Realmente contra factos não há argumentos.

Anónimo disse...

Calma, ainda aqui faltam os milhões que estavam na gaveta e que só vão aparecer nas contas de 2010. Mas sermos os 11º piores em 308 não suficientemente mau? Ou vamos dizer que houve boa gestão porque ainda há dez câmaras piores com nós no país todo? Com o mal dos outros podemos nós bem!

Lince disse...

Com tudo isto, só perde quem vive cá. Uns trabalham e outros gastam! A realidade está mais que vista, porem existem pessoas a dizer o contrario, essas podem viver de olhos fechados... o concelho precisa é de pessoas competentes e que trabalhem em prol do desenvolvimento e do bem como, a essas deixo um forte abraço, gente de boa fé…
Ass. acldiaz